A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

17/12/2012 14:25

Moka confirma para amanhã apreciação de veto de Dilma a royalties

Nadyenka Castro
Senador Moka presidiu sessão desta segunda-feira do Senado. (Foto: Divulgação)Senador Moka presidiu sessão desta segunda-feira do Senado. (Foto: Divulgação)

Articulação do senador Waldemir Moka (PMDB-MS) garantiu para esta terça-feira a apreciação dos parlamentares ao veto da presidenta Dilma Roussef (PT) ao projeto de distribuição dos royalties do petróleo.

O senador, que presidiu a sessão desta segunda-feira do Congresso Nacional, conta que chegou cedo com o objetivo de garantir a votação para amanhã por conta da pressão para que o veto fosse apreciado somente em 2013. “Havia pressão para adiar. Conversei com o presidente [da Casa] José Sarney (PMDB-MA) e ele marcou para amanhã”, declara.

Moka presidia a sessão no Senado quando José Sarney encaminhou o documento confirmando a votação em urgência para leitura no plenário.

A apreciação está marcada para as 19 horas (horário de Brasília) e será no plenário da Câmara dos Deputados. Moka confia no resultado positivo para Mato Grosso do Sul. “O veto vai ser derrubado. Esta é a tendência”, afirma.

O projeto aprovado pelos deputados federais e vetado pela presidenta Dilma redistribui os royalties do pré-sal, cuja maior parte atualmente é destinada aos estados produtores. Pelo projeto, Mato Grosso do Sul deve receber cerca de R$ 150 milhões em 2013.

A presidenta Dilma vetou a redistribuição e agora haverá análise do Senado.Parlamentares dos estados não produtores, que perdem recursos com o veto, protocolaram na quarta-feira no STF (Supremo Tribunal Federal) mandados de segurança com pedido de liminar para suspender a apreciação do veto e para que seja anulada a sessão do Congresso em que foi aprovada a urgência para o tema.

Os representantes das bancadas do Rio de Janeiro e do Espírito Santo argumentam que o veto parcial ao texto do PLS 448/2011, que deu origem à Lei 12.734, só pode ser apreciado depois que todos os vetos anteriores forem votados. São mais de 3 mil vetos presidenciais totais ou parciais esperando exame do Parlamento.

A bancada dos estados não produtores conseguiu impedir, no Senado, que a sessão fique para 2013 e está confirmada para esta terça-feira, como já havia anunciado, na semana passada, o vice-presidente, Michel Temer, durante solenidade em Três Lagoas.

Deputada propõe apreciação de veto de Dilma só em 2013
A presidente em exercício do Congresso Nacional, deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), defendeu hoje (14) que a apreciação dos vetos ao projeto de lei ...
Leitores aprovam recurso dos royalties para educação
A maioria dos leitores que participaram de enquete do Campo Grande News na última semana aprova que o recurso dos royalties das novas áreas de explor...
Royalties
ROYALTIES A articulação das bancadas estaduais com a presidência do Congresso (Sarney) para apreciação imediata dos vetos presidenciais passa por Mok...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions