A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

24/03/2017 12:31

Movimento em açougues cresce, enquanto preço da carne cai até 13%

Para donos de açougue, consumidores estão fugindo da 'carne embalada' dos supermercados, e buscando refúgio nos estabelecimentos menores

Renata Volpe Haddad e Richelieu de Carlo
Gerente do açougue Buriti, Felipe de Jesus, comemora movimento maior de consumidores na última semana. (Foto: Richelieu de Carlo)Gerente do açougue Buriti, Felipe de Jesus, comemora movimento maior de consumidores na última semana. (Foto: Richelieu de Carlo)

Uma semana após a Operação Carne Fraca ser desencadeada pela Polícia Federal, o movimento nos açougues de Campo Grande cresceu até 30%. Enquanto isso, o preço da carne diminuiu em até 13%.

Na casa de carne Buriti, localizada na Avenida Mascarenhas de Moraes, no Monte Castelo, o gerente Felipe de Jesus conta que tem frigorífico próprio, em Aquidauana. "Nossos abates cresceram tanto essa semana, que tive que alugar caminhões para fazer a distribuição da mercadoria", alega.

No açougue, o movimento cresceu 30% e o preço da carne diminuiu até 13%. Jesus dá exemplos: o coxão mole que era vendido a R$ 22,99 está por R$ 18,99. O alcatra, de R$ 23,99 está por R$ 19,99.

"Os preços caíram em todas as carnes e isso tem sido um atrativo muito bom. O movimento cresceu demais na última semana", comemora Jesus. "Aqui só vendemos carne fresca, as pessoas estão fugindo dos supermercados, que vendem carne embalada".

Açougue faz ofertas de carne e preços caem até 13%. (Foto: Richelieu de Carlo)Açougue faz ofertas de carne e preços caem até 13%. (Foto: Richelieu de Carlo)

Movimento grande também na casa de carne Oliveira, na avenida Euler de Azevedo. Segundo o proprietário Osmar Bernado de Oliveira, desde a operação, houve crescimento de 10% na procura de carne fresca. "E queda nos preços de todas as carnes. O filé mignon que era vendido a R$ 36,50 o quilo caiu para R$ 29,90", informa.

Em contrapartida, segundo o proprietário da casa de carne Nossa Senhora Aparecida, localizada no bairro Tiradentes, Benedito Carlos Nascimento Junior, mesmo depois de uma semana da Operação Carne Fraca, o preço do produto não teve queda.

"Estou pagando pela carne o mesmo valor de antes. Ainda não senti o reflexo dessa operação, pelo menos aqui no meu açougue", explica.

Sobre o movimento, Junior informa que houve queda de 30%, mas por causa da Quaresma. "Essa época sempre temos queda no movimento, mas devido ao período. Só vou conseguir saber mesmo se as pessoas estão deixando de comprar carne, na segunda quinzena de abril", informa.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions