ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 32º

Economia

MS teve segundo melhor "saldo" em gasto público durante a pandemia

Estado aumentou 1% das despesas públicas, mas teve variação de 11% na receita recebida

Por Guilherme Correia | 27/10/2020 12:40
Hospital de campanha motando no pátio do Hospital Regional, na Capital (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)
Hospital de campanha motando no pátio do Hospital Regional, na Capital (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

Entre janeiro a junho de 2020, Mato Grosso do Sul teve aumento de 11% nas receitas públicas se comparado ao mesmo período em 2019, com base em relatório da Secretaria do Tesouro Nacional. Além disso, as despesas cresceram apenas 1%, com base nos mesmos dados, o que faz com que o Estado tenha a segunda maior diferença entre o que recebe e o que gasta, ficando atrás apenas de Mato Grosso.

A variação no que o Governo do Estado recebeu, ou seja, o crescimento nas receitas correntes foi a mesma que o Amazonas (11%). Apesar disso, o estado da região norte do país teve maior aumento na despesa, de 4%.

Já o crescimento do valor despendido foi menor que 16 outras unidades federativas do Brasil, e o mesmo que o constatado em Rio Grande do Norte (1%). Os estados que lideram o aumento no que foi gasto são Roraima (24%), Pará (17%), Amapá (13%), Tocantins (10%), seguido do Distrito Federal (9%).

O relatório mostra que, de janeiro a junho, a queda nas despesas públicas do estado de Goiás foi a maior em todo o País. Os goianos reduziram 8% dos gastos públicos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário