A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 27 de Maio de 2018

06/12/2010 16:53

Nova linha de transmissão deve atrair novas indústrias a Corumbá

Fernanda França

A nova linha de transmissão a ser leiloada quinta-feira pela Aneel (Agência Nacional de Energia) vai praticamente duplicar a oferta de energia na região da fronteira de Mato Grosso do Sul com a Bolívia, o que permitirá, a médio prazo, a instalação de novas indústrias em Corumbá e Ladário.

Segundo o senador Delcídio do Amaral, hoje a região é servida por uma linha de 138 kV, que sai da sub-estação de Anastácio e, além de abastecer Corumbá e Ladário, atende também os municípios de Miranda e Bodoquena.

“Em função disso e também dos níveis de consumo registrados atualmente, a energia na região oscila muito, o que desestimula qualquer grande empreendimento industrial que exija uma oferta maior de eletricidade”, observou.

O linhão a ser leiloado esta semana ligará a sub-estação de Anastácio diretamente a Corumbá, com uma tensão de 230 kV, e disponibilizará 200 MW a mais na fronteira, injetando mais potência e aumentando a confiabilidade do sistema.

“Sem dúvida alguma é um excelente atrativo para novos projetos industriais na região”, observa o senador, que é engenheiro eletricista e especialista em questões ligadas ao setor elétrico.

O leilão desta quinta-feira acontece às 10h na sede da Bolsa de Valores de São Paulo. As obras começam no ano que vem, têm prazo de conclusão de dois anos e estão orçadas em R$ 270 milhões.

Delcídio também apontou outra vantagem na implantação do linhão. “Será possível retomar o projeto de construção de uma termelétrica na fronteira, para gerar energia a partir do gás natural boliviano”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions