A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

04/09/2012 18:21

Comércio e oficina de veículos têm melhor desempenho em MS, diz IBGE

Nadyenka Castro

Situação do Estado, a 14ª melhor do País, acompanha tendência do Brasil. Entre as capitais, Campo Grande é a terceira em menor número de fechamentos de empresas

Comércios e oficinas de veículos tiveram o melhor desempenho empresarial em Mato Grosso do Sul, em 2010. É o que aponta levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) feito em todo o País, com base em informações do Ministério da Fazenda e do Ministério do Trabalho.

O cenário no Estado acompanha o do restante do País no que se refere a empresas que tiveram crescimento igual ou superior a 20% ao ano por um período de três anos, e que tenham pelo menos 10 assalariados no ano inicial de observação.

De acordo com o IBGE, no Brasil, o Amazonas é a unidade da federação que mais teve empresas com o perfil avaliado: das 31.866 existentes há dois anos, 950 eram consideradas Empresas com Alto Crescimento. O Rio Grande do Sul está na última posição.

Mato Grosso do Sul ocupa a 14ª colocação, ao lado do Tocantis e do Ceará, com 944 Empresas com Alto Crescimento, o que, conforme o IBGE, representa 1,62% do total (58.102).

Segundo o IBGE, em 2010 havia 315 empresas de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (33%) -; 141 de indústria de transformação (14,9%) e 90 de construção (9,53%).

Empresas ‘gazelas’ - De acordo com o IBGE, empresas de alto crescimento com até oito anos no ano de referência são denominadas ‘gazelas’. Neste segmento, o Estado também está em 14º lugar.

Em 2010, no setor de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas – havia no Estado 81 empresas gazelas (30%); 46 de indústria da transformação (17,2%) e 28 de construção (10,4%).

Fechamentos - Conforme o IBGE, Mato Grosso do Sul teve a 5ª menor proporção de empresas que fecharam em 2010. Foram desligadas 8.991 empresas, para um conjunto de 58.102, o que representa cerca de 15,5%. Santa Catarina é o Estado onde menos empresas foram fechadas e o Amazonas o que teve mais.

Campo Grande ficou em 3º lugar entre as capitais que tiveram a menor proporção de empresas desligadas. De acordo com o IBGE, foram 3.286 desligamentos para um conjunto

total de 21.685 empresas – 15,2%.

Aracaju é a capital que teve menos fechamentos e Cuiabá a recordista em quantidade de empresas desligadas.

Abertas - Segundo o levantamento do IBGE, em Mato Grosso do Sul, em 2010, foram abertas 13.572 empresas, a 10ª menor quantidade proporcional do País. Entre as capitais, a Cidade Morena também está na 10ª posição, com 5.287 ‘portas’ abertas. O Acre foi o Estado com maior proporção de empresas abertas e o menor Santa Catarina.

Total - De acordo com o IBGE, havia no Estado, em 2010, 58.102 empresas. Deste total, 30.426 eram do setor de comércio, reparação de veículos automotores (52,3%); 4.179 de indústria de transformação (7,19%); 3.701 de transporte, armazenagem e correio (6,35); 2.774 alojamento e alimentação (5,95%) e 2.774 atividades administrativas e serviços complementares (4,77%).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions