ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 14º

Economia

Para derrubar “fake news”, Governo detalha recursos federais destinados a MS

"Além da pandemia, é preciso combater as mentiras", diz Reinaldo Azambuja

Por Ângela Kempfer | 31/03/2021 12:59
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O governo estadual detalhou repasses feitos pela administração Bolsonaro a Mato Grosso do Sul em 2020 em resposta à "fake news", espalhada nessa semana por apoiadores do presidente sobre suposto repasse milionário da União ao Estado.

"Não podemos aceitar essas fakes news, que são feitas por pessoas inconsequentes. Dos recursos federais, ficaram R $2,9 bilhões para Mato Grosso do Sul, sendo R $190 milhões no combate a covid. Todos os nossos gastos estão disponíveis para a população acompanhar ", destacou o governador Reinaldo Azambuja.

Segundo dados oficiais, foram repassados no ano passado R $11,9 bilhões de recursos federais ao Estado. Deste montante, R $5,2 bilhões (43,70%) foi enviado aos municípios do Estado, por meio do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e no reforço para tratamento e gastos com a Covid-19.

Desta quantia, R$ 3,4 bilhões (28,60%) seguiram direto para as famílias, por meio de auxílios e benefícios individuais. O Governo do Estado recebeu R $2,9 bilhões (média de R $241,6 milhões por mês), o que representa 24,20% do montante. Nesta partilha de recursos, R $400 milhões estão relacionados à suspensão temporária das dívidas dos estados e municípios (3,30%).

Dos R $2,9 bilhões destinados ao Governo do Estado, R $1,25 bilhão se refere ao FPE (Fundo de Participação dos Estados), que se trata de um repasse constitucional obrigatório da União.  Foram mais de R $130 milhões de convênios e emendas federais, R $200 milhões do Fundo Nacional de Saúde, R $400 milhões em relação a outras transferências constitucionais e legais, além de R $740milhões para compensação por perdas de arrecadação do Estado.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Repasse para pandemia - Já sobre o repasse para os gastos com a covid-19, Mato Grosso do Sul recebeu da União R$ 190 milhões. Destes valores, R$ 61,5 milhões (32,36%) foram enviados aos 79 municípios do Estado e o restante seguiu para gastos importantes no combate à proliferação do vírus.

Entre os principais gastos constam R$ 43,8 milhões para compra de materiais para hospitais, farmácias e laboratórios. Outros R $23,7 milhões foram usados na infraestrutura de hospitais de campanha, barreiras sanitárias e comunidades indígenas. Outro gasto importante seguiu na implantação de leitos no Estado (R $11,6 milhões), além de R $10,5 milhões de custos operacionais dos hospitais e R $8,8milhões na aquisição de equipamentos hospitalares.

Em live na manhã desta quarta-feira, o governador se mostrou indignado com as fake news divulgadas em um momento delicado docombate à doença. Lembrou dos esforços feitos até agora, com aumento de 480% no número de leitos de UTI para adultos no Estado, que eram 65 em abril de 2020 e agora são 377 em março deste ano.

Também lembrou que o Estado ocupa o primeiro lugar no Índice da Transparência da Covid-19, do Instituto Open Knowledge Brasil (OKBR), que avalia a qualidade dos dados e informações publicados em portais oficiais relativos ao coronavírus.

“Não bastava o Estado agir com presteza e eficiência. Também era imprescindível que fizesse isso com a máxima transparência. Vamos continuar com todo empenho para salvarmos vidas e usar de forma eficiente os recursos públicos”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário