A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

19/11/2014 21:55

Pelo menos 250 economistas discutem logísticas e desenvolvimento do Centro-Oeste

Eduardo Penedo e Priscilla Peres
O evento acontece de hoje até sexta-feira no albano Franco.( Foto: Alcides Neto)O evento acontece de hoje até sexta-feira no albano Franco.( Foto: Alcides Neto)

Pelo menos 250 economistas da região Centro-Oeste se reuniram hoje para debater sobre a logística e o desenvolvimento dos Estados. O X Eneoeste (Encontro dos Economistas da Região Centro-Oeste) acontece de hoje até sexta-feira (21)e esta sendo realizado no Centro de Convenções Albano Franco, na Avenida Mato Grosso, em Campo Grande.

Segundo o presidente do Conselho Federal de Economia, Paulo Dantas, os encontros regionais fazem parte do calendário de eventos do Conselho e é um momento para discutir as ações principais da economia, além de ser uma oportunidade dos profissionais trocarem experiências. “A economia de Mato Grosso do Sul está alinhada ao do Centro-Oeste e vem tendo um bom desempenho nos últimos anos com o crescimento acima da média”, explica.

Já o presidente do Corecon/MS (Conselho Regional de Economia), Jorge Tadeu de Barros Veneza, nesse encontro grandes projetos de logísticas serão discutidos já que o Estado é uma região rica e próspera e esses assuntos precisam ser debatidos para garantir a competitividade do Estado e apontar os gargalos logísticos. “Podemos perceber a infraestrutura das rodovias e asfalto que serão muito úteis em 2015. Ações feitas pelo governo para impulsionar o desenvolvimento”, comenta.

O governador André Puccinelli (PMDB) participou do evento e comentou que um evento desse porte é fundamental para discutir as ações que vão nortear as atitudes econômicas. “Principalmente neste momento que a União passa por dificuldades econômicas”, explica André.

O palestrante Olivier Sylvaim, da empresa Macro logística, falará sobre os gargalos logísticos do Centro-Oeste. a empresa que trabalha fez um estudo e analisou toda a infraestrutura do país e do Centro –Oeste. Em razão desse estudo, ele  falará sobre o que pode ser melhorado para ajudar a alavancar a economia do Estado.” Em Mato Grosso do Sul, nos praticamente não temos hidrovias e as ferrovias estão em péssimas condições , mas a região como um todo apresenta um bom desempenho, no entanto, precisa de melhorias”, explica o palestrante.

Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia
A partir de hoje (18), os brasileiros com mais de 57 anos, que são titulares de contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e...
Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com renúncias fiscais em 2017
Com meta de déficit primário de R$ 159 bilhões neste ano e com um teto de gastos pelas próximas duas décadas, o governo teria melhores condições de s...
Prazo para atualizar versão da Nota Fiscal Eletrônica termina no próximo dia 2
O prazo para atualizar a versão da Nota Fiscal Eletrônica termina no dia 2 de julho. A migração da versão do arquivo XML deve ser feita rapidamente p...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions