A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/08/2011 07:38

Preço da cesta básica individual cai 3,10% em julho na Capital

Da Redação

Segundo pesquisa da Secretaria Semac), dos 15 produtos que compõe a cesta básica alimentar, 12 registraram queda

Preço do tomate caiu 11,90%; queda no preço do alface foi de 8,54%Preço do tomate caiu 11,90%; queda no preço do alface foi de 8,54%

O custo da cesta básica comercializada em Campo Grande registrou um decréscimo de 3,10% no mês de julho deste ano, em relação ao mês anterior. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac), com o decréscimo, a cesta básica passa a custar o valor de R$ 242,78 enquanto que no mês passado custava R$ 250,54.

Segundo a pesquisa, dos 15 produtos que compõe a cesta básica alimentar, 12 registraram queda, sendo eles: tomate 11,90%; alface 8,54%; batata 6,98%; arroz 4,29%; açúcar 3,86%; óleo 3,04%; banana 2,63%; sal 2,33%; macarrão 2,21%; laranja 1,53%; carne 1,49% e margarina 1,02%. Já os produtos que apresentaram alta de preço foram: feijão 6,54% e leite 1,07%. O pão manteve seu preço inalterado.

A boa safra do tomate no período foi um dos motivos que elevaram seu estoque no mercado interno, diminuindo seu preço em 11,90%. As lavouras de alface também tiveram boa produtividade devido as condições climáticas favoráveis no período, o que influenciou na queda de 8,54% em seu preço.

Em contrapartida, com a baixa dos estoques de feijão no mercado nacional, diminuindo o volume ofertado, foi registrado um aumento de 6,54% em seu preço. Com o período de estiagem prolongada diminuindo as pastagens para o gado, a produção do leite também foi afetada, provocando uma elevação no preço, de 1,07%.

As variações acumuladas registraram percentuais positivos: nos últimos 12 meses 12,74%, nos seis últimos meses, 0,82 % e no ano, 1,60%.

A pesquisa também mostra que, no mês de julho, o trabalhador que recebe um salário mínimo de R$ 545 precisou comprometer 44,55% do seu salário para aquisição da Cesta Alimentar, restando-lhe R$ 302,22 para outros gastos. Dessa forma, para adquirir a cesta básica, o trabalhador teve que cumprir 98 horas da sua jornada de trabalho mensal de 220 horas, enquanto em junho/2011, eram necessárias 101 horas e 08 minutos.

Cesta Familiar - No mês de julho o custo da Cesta Básica Familiar registrou a importância de R$ 1.081,24 enquanto que no mês de junho, foi de R$ 1.092,59, resultando em uma variação negativa de 1,04%. Quanto à variação acumulada nos últimos 12 meses, a pesquisa registrou alta de 10,44%, 2,77% nos últimos seis meses e 3,97% no ano.

Dos 44 produtos pesquisados que compõem a Cesta Familiar, 17 apresentaram alta, 22 apresentaram queda de preço e 05 produtos mantiveram seu preço inalterado. Entre os produtos que apresentaram queda estão: tomate 11,87%; cenoura 11,64%; alface 8,55%; batata 7,01%; arroz 4,34%; açúcar 3,76%; couve 3,34%; óleo 3,06%; banana 2,59%; macarrão 2,20% e fubá 1,96%.

(Com informações do site do governo do Estado)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions