A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/02/2013 22:16

Preço de hortaliças sobe 30,14% nos dois primeiros meses do ano

Agência Brasil

Comprar hortaliças e legumes está mais caro em 2013. Nos dois primeiros meses do ano a variação acumulada do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou aumento de 30,14% no preço desses alimentos, segundo levantamento divulgado hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV).

No acumulado dos últimos 12 meses, que vai de março de 2012 a fevereiro de 2013, os preços das hortaliças e legumes subiram 74,82%. A inflação média acumulada pelo IPC no período que foi 1,28%.

O tomate foi o que apresentou maior alta, com 50,21% de aumento desde o início do ano, segundo o IPC-M que compõe o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M).

Subiram significativamente de preço também a cenoura (35,79%), a batata inglesa (35,08%) e a cebola (31,47%). Tiveram queda a pera (-9,09%), a uva (-8,50%) e o mamão formosa (-5,68%). No mesmo período de 2012, o preço do tomate diminuiu 0,11%.

Para o economista do Ibre/FGV, André Braz, responsável pela pesquisa, o comportamento dos preço é normal principalmente no primeiro trimestre do ano, devido ao clima, que no período apresenta altas temperaturas e excesso de chuvas.

“É provável que em março os preços subam menos, indicando o início de ciclo de baixa no preço do produto. No outono, o clima é mais ameno e a oferta do fruto cresce contribuindo para preços mais baixos”, disse. Braz aconselha que, no período de alta, o consumidor substitua essas hortaliças e legumes, compre menos e pesquise mais os preços nos mercados e feiras livres.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions