A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/01/2009 13:06

Prefeitos pedirão 40% de reajuste no transporte escolar

Redação

Os prefeitos cobrarão do governo do Estado reajuste de 40% nos valores da per capita (custo por aluno) para manutenção do transporte escolar, conforme decisão tomada hoje em Assembléia Geral, promovida na sede da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul).

Com o posicionamento, os administradores rejeitaram a proposta feita pelo governador André Puccinelli (PMDB), que ofereceu reajuste de apenas 5%.

Durante a reunião desta terça-feira, também ficou decidida a formação de uma comissão, composta pelos prefeitos Dirceu Lanzarini (PR), de Amambai; Cláudio Valério (PMDB), de Anastácio; João Carlos Lemes (PT), de Bataguassu, Evandro Bazzo (PSDB), de Jardim, e Beto Pereira (PMDB), de Terenos, que preside a entidade.

A comissão garante que tentará encontrar uma abertura na agenda do governador ainda nesta semana, provavelmente na quinta-feira.

Da Assembléia Geral, participaram 52 dos 78 prefeitos de Mato Grosso do Sul. Foram discutidas várias propostas, entre elas o retorno do pagamento dos valores por quilômetro percorrido pelos ônibus.

Porém, a idéia não prosperou devido à complexidade no levantamento do trajeto dos veículos e pela proximidade do início do ano letivo, previsto para ser aberto no dia 9 de fevereiro.

A maioria dos prefeitos que se pronunciaram no encontro reclamou que seus municípios levaram prejuízo na questão do transporte escolar ao longo do último ano letivo.

No ano passado, o Estado desembolsou R$ 20.904.300 para as prefeituras transportarem os alunos, incluindo "per capita" de R$ 60 para as linhas mistas

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions