A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

08/06/2016 10:41

Reinaldo se reúne com Janot e pede liberação de R$ 78 mi do Banco Rural

Priscilla Peres e Leonardo Rocha
Unidade do banco em Campo Grande fechou as portas em 2013. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Unidade do banco em Campo Grande fechou as portas em 2013. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)
Reinaldo detalhou hoje a reunião com o procurador-geral Rodrigo Janot, que aconteceu ontem. (Foto: Fernando Antunes)Reinaldo detalhou hoje a reunião com o procurador-geral Rodrigo Janot, que aconteceu ontem. (Foto: Fernando Antunes)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tenta liberar ainda este ano, R$ 78,8 milhões pertencentes ao governo estadual que estão bloqueados no Banco Rural, desde sua liquidação em agosto de 2013.

Ontem, Reinaldo se reuniu com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot em Brasília para pedir a liberação do recurso, que há três anos está bloqueado e em processo judicial, já que a União também requer o montante.

Recentemente, segundo o governador, houve uma decisão favorável na justiça para a liberação. "Porém, o Banco Central e a União recorreram ao Supremo Tribunal Federal e agora cabe ao Janot dar o parecer sobre esse assunto", afirmou.

Ele afirma que a reunião foi positiva a espera, em breve, um parecer do procurados-geral. Para Azambuja, os recursos bloqueados são "um bem público de MS e que deve ser liberado para ser investido no Estado".

O governo do Estado movimentava a conta no Banco Rural há 20 anos, quando em 2013 foi dada a liquidação da instituição, ou seja, a falência já que não havia mais recursos disponíveis para continuar atuando ou se recuperar da crise.

Desenrolar - Em setembro de 2015, o MPE/MS (Ministério Público Estadual) instaurou inquérito para investigar o que foi feito com os R$ 78,8 milhões do governo do Estado, que estavam depositados em conta do Banco Rural em 2013, quando foi decretada sua falência.

O inquérito civil é da 30ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e encabeçada pelo promotor Alexandre Pinto Capiberibe Saldanha.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions