A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

30/01/2009 06:16

Reunião no TRT discute redução de jornada em indústrias

Redação

Na próxima segunda-feira (em horário a ser informado) representantes da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) e do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação se reúnem no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) para discutir a proposta de redução de jornada, apresentada pelos empresários.

O setor industrial alega que a crise impôs necessidade de enxugar os custos e por isso apresentou uma proposta de redução da jornada de trabalho e dos salários em 25%, além de período de 12 meses para utilização do banco de horas e prorrogação da convenção por seis meses, sem novos reajustes salariais. Segundo informações da Fiems, para os setores que optarem pela redução parcial da jornada de trabalho, o Senai vai desenvolver um programa de requalificação específica "para aproveitar esse período ocioso dos funcionários".

Ontem o presidente do TRT, Ricardo Zandona, esteve reunido com o presidente da Fiems, Sérgio Longen, apesar da própria Fiems ter informado no início da noite o cancelamento do encontro. A conversa ocorreu por volta das 22 horas.

O presidente da Fiems explicou que a intenção é chegar a um modelo de proposta que será apresentada também aos sindicatos que representam os outros segmentos da indústria.

Durante a reunião na Casa da Indústria, Sérgio Longen apresentou ao desembargador o terceiro relatório do CMC (Comitê de Monitoramento da Crise), além da sondagem da CNI sobre o desempenho da produção brasileira no quarto trimestre de 2008, evidenciando a retração da economia em todos os setores da indústria.

O presidente do Sindicato da Indústria da Alimentação, Rinaldo Salomão, disse que pedirá mais informações sobre a crise. A intenção é saber se a redução de jornada é realmente necessária ou se há oportunismo de alguns empresários.

Boletos vencidos a partir de R$ 100 agora podem ser pagos em qualquer banco
A partir de amanhã (15), os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida faz parte da nova pla...
Dólar acumula queda de 1,97% e fecha cotado a R$ 3,77
O dólar fechou a quinta-feira (11) em alta de 0,45%, cotado a R$ 3,7786. A moeda norte-americana encerrou a semana em queda de 1,97%. Os investidores...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions