A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

20/06/2017 10:43

Segunda a adotar medida, Gol cobrará de R$ 30 a R$ 60 para despachar malas

Ricardo Campos Jr.
Nas viagens internacionais, a taxa será de US$ 10 para compras com antecedência nos canais de autoatendimento da empresa ou em agências de viagens e US$ 20 já no aeroporto a poucas horas do embarque. (Foto: Marcos Ermínio)Nas viagens internacionais, a taxa será de US$ 10 para compras com antecedência nos canais de autoatendimento da empresa ou em agências de viagens e US$ 20 já no aeroporto a poucas horas do embarque. (Foto: Marcos Ermínio)

Clientes que viajarem pela Gol Linhas Aéras a partir desta terça-feira (20) pagarão entre R$ 30 e R$ 60 para despachar bagagens. A companhia é a segunda a implementar a cobrança nos voos nacionais, medida que foi autorizada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e está em vigor desde o dia 28 de abril, embora as empresas estejam adotando as mudanças somente agora.

O preço menor será adotado para quem fizer o pagamento antecipado e o mais caro, se o cliente decidir despachar as malas no momento do check-in. Nas viagens internacionais, a taxa será de US$ 10 para compras com antecedência nos canais de autoatendimento da empresa ou em agências de viagens e US$ 20 já no aeroporto a poucas horas do embarque.

Para a bagagem de mão, levada junto com o passageiro na cabine da aeronave, não será cobrado adicional.

Conforme o UOL, as tarifas só valem para quem comprar passagem a partir de hoje na tarifa mais barata, que na Gol recebe o nome de “Light”. Quem pagar mais caro na modalidade “Programada” e “Flexível” podem levar uma mala de até 23 quilos no bagageiro inferior do avião.

Se o passageiro precisar transportar mais de uma mala, os valores pelo excesso serão de R$ 50 (com antecedência) e R$ 100 (no check-in) nos voos nacionais e de US$ 30 (com antecedência) e US$ 60 (no check-in) nas viagens internacionais.

Concorrentes - A Azul começou a cobrar para despachar malas para quem comprou passagens a partir de 1º de abril. A empresa implantou uma nova classe tarifária ue dá direito a apenas uma mala de mão de 10 quilos e cobrará R$ 30 por volumes adicionais.

A mudança incide inicialmente em 14 trechos e deve ser ampliada para todos os destinos oferecidos pela Azul ao longo dos próximos meses. Campo Grande não está incluída nas mudanças, por enquanto.

Nas rotas internacionais, a Latam foi a primeira a implantar a medida, em vigor desde o dia 18 de maio. Viagens para Estados Unidos ou Europa pela empresa têm direito de levar apenas duas malas de 23 quilos. A empresa anunciou que a cobrança nos voos nacionais começará em julho.

A Avianca ainda não anunciou se adotará a medida e a partir de quando ela entrará em vigor.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions