A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

05/10/2018 09:52

Transporte e alimentação fazem inflação subir em Campo Grande

Índice de setembro fechou em 0,46%; No mesmo período em 2017, a taxa era de 0,33%

Danielle Valentim
Preço do combustível impactou na alta do grupo dos transportes. (Foto: Saul Schramm/Arquivo/Campo Grande News)Preço do combustível impactou na alta do grupo dos transportes. (Foto: Saul Schramm/Arquivo/Campo Grande News)

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de setembro variou 0,46% acima da taxa de -18% registrada em agosto. O acumulado no ano ficou em 2,50% e na ótica dos últimos doze meses, o índice ficou em 3,50%. Em setembro de 2017, a taxa atingiu 0,33%.

À exceção do grupo habitação (-0,37 agosto / -0,57% setembro), os demais apresentaram variação positiva nos níveis de preços de agosto para setembro. Os grupos Alimentação e bebidas e Transportes, que em agosto apresentaram deflação, -0,40 e -0,92, respectivamente, em setembro apresentaram taxas de 0,83% e 1,53%.

O preço do combustível impactou na alta do grupo dos Ttransportes que apresentou-se com a maior variação dentre os grupos de produtos e serviços pesquisados.

Para o cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 30 de agosto a 27 de setembro de 2018 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de julho a 29 de agosto de 2018 (base).

Nacional - No Brasil, o índice de setembro variou 0,48%, acima da taxa de -0,09% registrada em agosto. Este resultado é o maior para um mês de setembro desde 2015, quando o IPCA registrou 0,54%.

INPC de setembro - O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) em Campo Grande apresentou variação de 0,35% em setembro, após deflação de -0,13 em agosto. O acumulado no ano ficou em 2,29% e na ótica dos últimos doze meses, o índice ficou em 3,19%.

O INPC é calculado pelo IBGE desde 1979. Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 30 de agosto a 27 de setembro de 2018 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de julho a 29 de agosto de 2018 (base).

Nacional - O Índice apresentou variação de 0,30% em setembro, após a estabilidade na média de preços em agosto (0,00%). Este resultado é o maior para um mês de setembro desde 2015, quando o INPC registrou 0,51%.

O acumulado no ano ficou em 3,14%, acima do 1,24% registrado em igual período do ano passado. Na ótica dos últimos doze meses, o índice ficou em 3,97%, acima dos 3,64% dos 12 meses imediatamente anteriores. Em setembro de 2017, a taxa foi de -0,02%.

Os produtos alimentícios tiveram alta de 0,05% em setembro enquanto, no mês anterior, registraram queda de 0,44%. O agrupamento dos não alimentícios ficou com variação de 0,41% enquanto, em agosto, havia registrado 0,19%.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions