ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Três Lagoas terá produção de citricultura em área de 5 mil hectares

Com a nova produção, a previsão é que o plantio da citricultura em Mato Grosso do Sul chegue a 15 mil hectares

Por Fernanda Palheta | 10/05/2024 16:37
Cultivo de laranja em propriedade rural brasileira (Foto: Divulgação)
Cultivo de laranja em propriedade rural brasileira (Foto: Divulgação)

Três Lagoas, cidade a 334 quilômetros de Campo Grande, terá plantação de laranja em uma área de 5,1 mil hectares. O anúncio feito nesta sexta-feira (10) após reunião entre empresários e o governador Eduardo Riedel (PSDB). Com a nova produção, a previsão é que o plantio da citricultura em Mato Grosso do Sul chegue a 15 mil hectares.

Segundo Jamil Buchalla Filho, um dos responsáveis pela nova produção, o investimento em citricultura vai começar com o plantio em uma área de 760 hectares em Três Lagoas, que vai chegar depois a 5 mil hectares. O empresário ainda adianta que o objetivo do grupo é fazer uma fábrica na região.

"Já estamos com as licenças prontas e vamos começar o projeto, em uma cultura que vai gerar empregos, já que precisa de uma mão de obra maior", contou Buchalla.

Livre de greening - Mato Grosso do Sul ainda não tem registro da praga greening, que acomete plantações de laranja e por isso tem atraído olhares de citricultores como uma alternativa segura da produção.

O Estado tem uma legislação rígida, com 'tolerância zero' à doença. Aqui se a planta estiver doente deve ser erradicada e o pomar monitorado.

Buchalla destacou que será feito um viveiro, com as mudas de dentro do próprio Estado. "Resolvemos fazer neste modelo até para garantia de não trazer de outros estados em função da doença de greening. Já compramos uma parte da irrigação para começar o plantio", completou.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias