A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

13/12/2012 10:27

Varejo registra crescimento de vendas pelo quinto mês consecutivo

Paulo Virgilio, da Agência Brasil

As vendas no comércio varejista cresceram 0,8% em outubro, na comparação com setembro, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio, divulgada hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mesmo período, a receita nominal do setor aumentou 1,1%. Com o resultado, o comércio varejista registra o quinto mês consecutivo de crescimento de volume de vendas e o oitavo com elevação da receita.

Em relação a outubro de 2011, o crescimento no volume de vendas chega a 9,1%, enquanto a receita nominal subiu 13,9%. Já o resultado acumulado registra aumentos de 8,9% nas vendas e de 12,3% na receita, para o ano de 2012, e de 8,5% e 12%, respectivamente, para os últimos 12 meses.

De acordo com a pesquisa do IBGE, sete atividades do comércio varejista tiveram variações positivas e três apresentaram resultado negativos no volume de vendas em outubro, na comparação com setembro. Os melhores resultados foram os do comércio de equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (18,4%); veículos e motos, partes e peças (13,3%); e livros, jornais, revistas e papelarias (5,2%). O pior desempenho foi o do comércio de tecidos, vestuário e calçados (-2,2%).

Já na relação outubro 2012/outubro 2011, todas as atividades do varejo tiveram variações positivas no volume de vendas, com crescimentos que variam de 4,5%, para o segmento de tecidos, vestuário e calçados, a 16,6%, para equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação.

Ainda na comparação com outubro de 2011, todas as 27 unidades da Federação tiveram variações positivas, com destaque para Roraima (29,3%), o Maranhão (22,7%) e o Acre (22,4%). Entre os estados com maior peso na composição da taxa, o Rio Grande do Sul teve um crescimento de 13%, São Paulo registrou 9,4%, o Paraná, 8,4%, e Minas Gerais, 7,1%. O Rio de Janeiro ficou com a menor taxa, 5%.

Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia
A partir de hoje (18), os brasileiros com mais de 57 anos, que são titulares de contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e...
Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com renúncias fiscais em 2017
Com meta de déficit primário de R$ 159 bilhões neste ano e com um teto de gastos pelas próximas duas décadas, o governo teria melhores condições de s...
Prazo para atualizar versão da Nota Fiscal Eletrônica termina no próximo dia 2
O prazo para atualizar a versão da Nota Fiscal Eletrônica termina no dia 2 de julho. A migração da versão do arquivo XML deve ser feita rapidamente p...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions