A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

06/11/2014 17:47

Vereadores dizem que não vão aceitar reajuste de 18% do IPTU

Priscilla Peres
 Presidente falou durante sessão comunitária na manhã de hoje. (Foto: Izaias Medeiros/Câmara Municipal) Presidente falou durante sessão comunitária na manhã de hoje. (Foto: Izaias Medeiros/Câmara Municipal)

A prefeitura de Campo Grande aguarda a decisão dos vereadores para o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de 2015, que está prevista em 18%, conforme projeto entregue pela equipe econômica à Câmara nesta semana, porém eles afirmam não concordar com o valor de aumento.

Na quarta-feira, durante a 13ª Sessão Comunitária o presidente da Câmara, vereador Mario Cesar (PMDB), destacou que os vereadores não vão aceitar o índice de reajuste encaminhado pelo Executivo. "Temos uma grande responsabilidade com relação ao IPTU, não podemos repassar toda a distorção para a população e uma vez só", destaca.

Para ele, é preciso equilíbrio e responsabilidade para definir esse índice. "Se aumentar o imposto tem que aumentar também os serviços prestados à sociedade. Vamos analisar isso com responsabilidade e muito zelo para que seja o menos impactante possível no bolso da população”, afirmou.

O projeto com pedido de reajuste chegou à Câmara na terça-feira (4) e seria votado hoje, porém uma manifestação feita pelos professores que entraram em greve, impediu a discussão do tema. Uma nova votação foi marcada para a próxima terça-feira (12).

Mais de R$ 1 bilhão de abono salarial de 2015 ainda não foram sacados
Mais de R$ 1 bilhão referente ao abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 ainda não foram sacados. Segundo o governo federal, o dinheiro pertence a ...
Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE
Pressionada pela terceira alta consecutiva no preço do gás de botijão, a prévia da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao...
JBS diz que vai retomar abates, manter empregos e devolver verba a MS
A JBS afirmou que vai retomar as atividades nas sete unidades, manter os empregos dos 15 mil funcionários e ressarcir o Governo de Mato Grosso do Sul...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions