ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 24º

Educação e Tecnologia

Apesar de bandeira vermelha, prefeitura decide manter volta às aulas em julho

Caso o número de casos de covid disparem ainda mais, prefeito diz que o calendário poderá ser revisto

Por Jhefferson Gamarra | 27/05/2021 16:55
Aulas presenciais foram suspensas em 18 março de 2020 (Foto: Arquivo)
Aulas presenciais foram suspensas em 18 março de 2020 (Foto: Arquivo)

Nesta quinta-feira (27), o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, afirmou que o calendário de volta as aulas para o ano letivo de 2021 está mantido para julho. No total são quase 110 mil alunos matriculados na rede.

Apesar da terceira que tem aumentado os casos de covid-19 em todo país, o prefeito alertou que não há motivos para pânico nem para aumentar as restrições. “Por enquanto continua o mesmo calendário de retorno, embora tenha aumentado os casos, há também uma estabilidade e não tem motivos para nenhum alarde”, resumiu.

De acordo com a secretária municipal de educação, Elza Fernandes, a volta está mandtida e será feita de forma escalonada, com 50% da capacidade escolar, onde professores farão o retorno no dia 19 e os alunos no dia 26. “Ainda faltam 60 dias nesse período não sabemos o que irá acontecer, vai depender de como estará a situação no momento poderemos repensar a data”, avaliou a secretária.

As aulas presenciais da REME (Rede Municipal de Ensino) estão suspensas desde 18 março de 2020. Os alunos de 6° a 9° ano do Ensino Fundamental serão os primeiros a retornar para aulas presenciais no esquema de ensino híbrido, previsto para começar no dia 19 de julho, nas escolas municipais de Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário