ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Educação e Tecnologia

Prefeitura autoriza concurso com 2 mil vagas

O decreto foi assinado nesta tarde e deve passar pela Câmara Municipal nos próximos dias

Por Geniffer Valeriano e Mylena Fraiha | 04/03/2024 18:41
Prefeita Adriane Lopes durante assinatura do decreto (Foto: Juliano Almeida)
Prefeita Adriane Lopes durante assinatura do decreto (Foto: Juliano Almeida)

Após 11 anos sem concurso, a prefeita Adriane Lopes (PP) assinou decreto para seleção de 2 mil servidores efetivos da Semed (Secretaria Municipal de Educação). O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (4), durante coletiva de imprensa na Prefeitura de Campo Grande.

Dois Projetos de Leis do Executivo agora serão encaminhados à Câmara Municipal, um para ampliação de vagas, e outro para a criação do cargo de Assistente de Educação Infantil (AEI), criado agora.

Também são abertas vagas para assistente de inclusão escolar, merendeiro, assistente administrativo II, monitor de alunos, motorista de transporte escolar.

“Desde 2013 não havia concurso para estes cargos, fora o assistente de educação infantil que é a criação do cargo, estamos assinando esse decreto vamos encaminhar para a Câmara Municipal de Vereadores para apreciação dos pais tendo a necessidade urgente de atender esse pleito atendendo público-alvo da educação especial na nossa Capital”, disse Adriane.

Segundo a prefeita, a abertura do concurso tem como público alvo as crianças da educação especial, cerca de 4,4 mil alunos. Para suprir a demanda imediata, Adriane relata que será realizada uma seleção temporária de assistentes de educação infantil, com salário de R$ 1.900,00.

“Até a realização vai ser feito um processo seletivo temporário aumentando o valor repassado da remuneração desses assistentes que vão participar do processo seletivo até a conclusão do concurso público. Então era um pleito também um pedido das assistentes de inclusão”, explicou.

O presidente da Câmara Municipal, Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), relatou que o decreto assinado nesta tarde é uma reivindicação antiga de muitos pais, o que demonstra que a proposta não terá resistência na Câmara, apesar do aumento de gastos. “A senhora pode contar que o presidente da Câmara vai dentro do regimento interno dar celeridade para que esse projeto possa ser aprovado mais rápido”, afirmou.

Sobre o aumento com gastos de pessoas, o município argumenta que "a substituição dos contratados por servidores efetivos terá um impacto positivo também na Previdência do Município (IMPCG), direcionando os tributos atualmente destinados ao INSS para o instituto municipal".

Ainda conforme a prefeitura, "a elaboração do Edital do Concurso está em processo de elaboração e será publicado após a apreciação e posterior votação da proposta na Casa de Leis".

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias