ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 

Enquetes

Em nova onda da pandemia, 65% dizem ter mais medo de perder alguém para a doença

Campo Grande News questionou se leitores estão com mais medo de morrer ou de perder um ente querido

Por Aletheya Alves | 30/03/2021 07:35
Flores deixadas no Cemitério Memorial Park, em Campo Grande. (Foto: Arquivo/Paulo Francis)
Flores deixadas no Cemitério Memorial Park, em Campo Grande. (Foto: Arquivo/Paulo Francis)

Trazendo sentimento de que os dias estão se repetindo, a nova onda de covid-19 veio ainda mais forte e deixou março como o mês mais trágico da pandemia. Sobre a sensação de continuar vivendo incertezas, o Campo Grande News questionou como estão os medos dos leitores.

Precisando lidar com notícias sobre recordes de internações, mortes e chegada da cepa mais transmissível e agressiva do coronavírus, a P1, a população se dividiu entre quem tem medo de perder alguém para a doença e aqueles que temem pegar covid-19 e morrer.

Do total, 65% dos leitores responderam que o mais assustador é pensar em perder um ente querido, enquanto 35% têm se preocupado mais com o destino da própria vida. Já sofrendo a dor de ter familiares levados pela pandemia, Janaina Perri conta que segue preocupada com o futuro das pessoas próximas, “medo de perder mais pessoas, pedi meu pai dia 20 de março e minha avó dia 28 de março”.

Também passando pelo luto, Roseane Fuzeta diz que após já ter perdido uma pessoa próxima, segue com o medo ativo. Parte dos 35%, Cassia Silvia explica que se preocupa com a própria vida, mas pensando nos filhos, “medo de morrer e deixar meus filhos pequenos e levar o que está para nascer junto”, diz.

Sem se encaixar exatamente na pergunta, Alessandra Albuquerque diz que o medo não é de morrer, mas do que ficará por aqui, "não de morrer porque não sou semente, mas sim de deixar quem eu amo neste mundo doente e cruel".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário