ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  03    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

"Festão" com "influencers" vira alvo de investigação do MP

A 2ª Promotoria de Justiça instaurou uma notícia de fato e já deu início às investigações

Por Adriano Fernandes | 29/03/2021 22:19


O "festão" que reuniu "influencers digitais" no auge da pandemia do novo coronavírus, em Bonito, na semana passada virou alvo de investigação do MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul). Ao som de DJ, o grupo armou a churrasqueira na beira do rio e ninguém usava máscara de proteção ou seguia qualquer outra medida de prevenção ao novo coronavírus.

O evento começou na sexta-feira e no fim da tarde de sábado foi interrompido, depois de inúmeras denúncias feitas por vizinhos do local. A Polícia Militar, a Vigilância Sanitária e a Guarda Municipal estiveram no local. Cerca de 50 pessoas estavam no espaço.

Em nota o Ministério Público lamentou que o Município de Bonito, mais uma vez, chamou a atenção de turistas, moradores e empresários locais, não pela sua beleza natural ou o turismo, que levaram a cidade ao patamar de patrimônio cultural e natural do mundo, "mas o desrespeito de jovens ao Decreto Estadual nº 15.638, de 24 de março de 2021, que impõe medidas restritivas visando ao combate à pandemia".

A denúncia chegou ao conhecimento da 2ª Promotoria de Justiça, que instaurou uma notícia de fato e já deu início às investigações. "Não é possível que estas pessoas não tenham respeito ou empatia pelo que está acontecendo. Estamos batendo recorde em número de mortes no Estado”, comentou o promotor de Justiça Alexandre Estuqui Junior.

O caso - Nas imagens enviadas ao Campo Grande News, ninguém se preocupa em esconder a diversão, nem os abraços sem uso de máscara. No vídeo aparece, inclusive, narguilé compartilhado, contrariando todas as recomendações da Saúde. Conforme boletim de ocorrência, foram diversas ligações via 190, mas só depois que um oficial de Campo Grande pediu providências as equipes foram até o local conhecido como Chácara do Cristian.

Homem identificado com Samuel Lopes Vieira se apresentou como responsável pela festa e explicou que estava comemorando o aniversário de 36 anos de um amigo. Ele foi notificado e levado para a delegacia de Bonito junto com o DJ Matheus de Souza Yssob, responsável pelo som da festinha.

Não pode - Decreto estadual de 24 de março proíbe atividades, eventos, reuniões e festividades, em espaços públicos ou em espaços privados de acesso ao público ou de uso coletivo, que possam acarretar aglomeração de pessoas, ficando vedado o funcionamento de locais como centros esportivos, balneários, clubes, salões e afins.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário