ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 22º

Enquetes

Maioria diz não, mas 42% moram em região vulnerável à crise climática

De 79 municípios de Mato Grosso do Sul, 48 possuem alguma vulnerabilidade à crise climática, mostra estudo

Por Clara Farias | 24/05/2024 08:09
Residencial Buriti, em Corumbá, teve 17 blocos destelhados durante temporal do ano passado (Foto: Defesa Civil)
Residencial Buriti, em Corumbá, teve 17 blocos destelhados durante temporal do ano passado (Foto: Defesa Civil)

A maioria dos leitores, 58%, acredita que região onde mora não é vulnerável à crise climática. Outros 42% dizem morar em região vulnerável. O resultado foi obtido por meio da enquete do Campo Grande News de quinta-feira (23).

Nas redes sociais do jornal, os leitores listaram os bairros "problemáticos" da Capital, que consideram vulneráveis à crise climática. Dentre a reclamação dos leitores, os que mais aparecem são s bairros da região sul.

Vasques Prado relata que o Bairro Itamaracá é suscetível a um desastre. "Aqui não tem asfalto, minha casa inunda em todas as chuvas. É um transtorno", comentou a leitora.

Luiza Ramires diz que as ruas do Jardim Los Angeles se tornam um problema para os moradores quando chove. "É um caos, quando chove lá fica igual ao Rio Grande do Sul", comentou ela.

Levantamento - Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, 48 possuem alguma vulnerabilidade à crise climática, conforme a plataforma que analisa os impactos da mudança do clima no Brasil, AdaptaBrasil MCTI. Outras 24 cidades têm vulnerabilidade considerada baixa, seis com vulnerabilidade alta e um, Rio Verde, é considerada com grau muito alto de vulnerabilidade, tudo isso no campo dos recursos hídricos.

As cidades de Porto Murtinho, Ladário, Bela Vista, Coronel Sapucaia, Sete Quedas e Água Clara estão na divisão de vulnerabilidade devido à segurança alimentar, com grau muito alto de vulnerabilidade. Neste campo, a plataforma traz o nível de vulnerabilidade com seca e chuva.

Receba as principais notícias do Estado pelo whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias