ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Enquetes

O ano de 2020 foi mais violento? Sim ou não?

Para quem trabalha no “hard news”, a impressão é que 2020 não teve um dia sequer de paz. O que acha? Participe a nossa enquete!

Por Anahi Zurutuza | 25/11/2020 09:00
Vídeo mostra PM agredido mulher algemada em batalhão (Foto: Reprodução de vídeo)
Vídeo mostra PM agredido mulher algemada em batalhão (Foto: Reprodução de vídeo)

Para quem trabalha no jornalismo apelidado de “hard news”, a impressão é que 2020 não teve um dia sequer de paz. Quando a equipe acha que vai conseguir “respirar” mais um crime impactante aparece para estampar as manchetes do Campo Grande News.

Só nesta semana, duas ocorrência foram campeãs de leitura. As duas chocam, por motivos diferentes.

No domingo (22), imagens gravadas por câmera de segurança de quartel da PM (Polícia Militar) de Bonito viraram um dos assuntos mais comentados em Mato Grosso do Sul porque mostram policial agredido, com empurrões, socos e chutes, uma mulher algemada. O tenente André Luiz Leonel foi afastado das funções depois que gravação veio à tona e está sendo investigado.

Ontem (24), mais um assassinato ganhou a capa do Campo Grande News. Se identificando como namorada do chargista Marco Antônio Rosa Borges, de 54 anos, mulher identificada como Clarice Silvestre, procurou a polícia de São Gabriel do Oeste para confessar que o matou em Campo Grande. Ela disse que depois do assassinato, esquartejou o homem, colocou as partes do corpo em três malas e depois, ateou fogo.

Na noite dessa terça-feira (24), também na Capital, jovem foi executado por pistoleiro em moto. Ailton Larucci, 25 anos, conhecido como "BMW do PCC", tinha sofrido tentativa de homicídio há três meses e foi morto a tiros no Bairro Zé Pereira, em Campo Grande,

Tem acompanhado? Acha que 2020 está mais violento? Responda a nossa enquete. Já está no ar. Fica ali do lado esquerdo, na capa do portal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário