ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 25º

Esportes

"Mutirão Pró Futebol" convida Romário para abraço de solidaridade ao Morenão

Paulo Nonato de Souza | 09/07/2015 11:36
Movimento "Mutirão Pró Futebol" quer a presença do presidente da CPI do Futebol, senador Romário, no abraço de solidariedade ao Morenão (Foto: Site do Senado)
Movimento "Mutirão Pró Futebol" quer a presença do presidente da CPI do Futebol, senador Romário, no abraço de solidariedade ao Morenão (Foto: Site do Senado)

O senador Romário (PSB/RJ), tetracampeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1994, será um dos convidados do movimento “Mutirão Pró Futebol” para o “abraço” ao Estádio Morenão no dia 25 deste mês, como forma de mostrar indignação com a situação da principal praça esportiva de Mato Grosso do Sul, que está interditada pelo Ministério Público Estadual desde o ano passado por apresentar estrutura danificada e riscos aos torcedores.

A decisão de convidar o ex-atacante Romário, um ídolo do futebol, agora senador e autor do requerimento que em maio deste ano criou a CPI do Futebol com a finalidade de investigar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) partiu do radialista Arthur Mário Medeiros Ramalho. Ao lado do ex-zagueiro Amarildo Carvalho, ele lidera o movimento “Mutirão Pró Futebol”, lançado no início deste mês, em Campo Grande, com a proposta de promover a recuperação do futebol em Mato Grosso do Sul a partir de um novo modelo de gestão.

“A situação do Morenão hoje é reflexo da decadência do futebol em Mato Grosso do Sul”, disse Arthur Mário. Segundo ele, a expectativa do movimento é reunir não apenas a comunidade do futebol, mas toda a população no abraço ao estádio. Além de Romário, várias outras personalidades do esporte e de outras áreas serão convidadas, como o cantor Almir Sater e o cantor e compositor Paulinho Simões.

Em nome da moralidade e da credibilidade, uma das principais bandeiras do “Mutirão Pró Futebol” é a saída do atual presidente da FFMS, Francisco Cezário de Oliveira. Ele está no poder ininterrupto na entidade desde 1999, mas antes disso já cumpria mandato “tampão” entre 1983 a 1998, e no último mês de abril tomou posse para mais um mandato até 2019.

Nos siga no Google Notícias