A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

02/07/2015 15:23

Mutirão Pró Futebol prepara “abraço” com pedido de socorro ao Estádio Morenão

Paulo Nonato de Souza

O movimento “Mutirão Pró Futebol”, lançado ontem à tarde em Campo Grande, com a proposta de promover a recuperação do futebol em Mato Grosso do Sul a partir de um novo modelo de gestão, está organizando um ato para o dia 25 deste mês para mostrar indignação com a situação do Estádio Morenão, que está interditado pelo Ministério Público Estadual desde o ano passado por apresentar estrutura danificada e riscos aos torcedores.

Segundo Arthur Mário Medeiros, líder do movimento por mudança ao lado do ex-zagueiro Amarildo Carvalho, a situação do Morenão reflete a decadência do futebol em Mato Grosso do Sul.

“Vamos promover um super abraço, um ato em que daremos as mãos ao redor do estádio, para mostrar a nossa indignação com a falta de desenvolvimento do futebol em Mato Grosso do Sul, e contamos com a participação não apenas da comunidade esportiva, mas de todas as pessoas que gostam de futebol”, disse o radialista.

Em nome da moralidade e da credibilidade, uma das principais bandeiras do “Mutirão Pró Futebol” é a saída do atual presidente da FFMS, Francisco Cezário de Oliveira. Ele está no poder ininterrupto na entidade desde 1998, mas antes disso já cumpria mandato “tampão”, e no último mês de abril tomou posse para mais um mandato até 2019.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions