A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

19/05/2011 09:39

Após sofrer goleada, Operário está de volta à Segundona do Estadual

Fabiano Arruda
Caído, jogador do Operário luta, mas perde a bola cercado por cinco na goleada sofrida contra o Aquidauanense. (Foto: O Pantaneiro)Caído, jogador do Operário luta, mas perde a bola cercado por cinco na goleada sofrida contra o Aquidauanense. (Foto: O Pantaneiro)

O Operário precisava vencer o confronto contra o Aquidauanense, na rodada de ontem, em Aquidauana, mas não conseguiu triunfar, foi goleado por 4 a 0, e está de volta a Série B do Campeonato Estadual.

O Galo é o penúltimo colocado do grupo B com apenas sete pontos, frutos de uma campanha de nove derrotas, um empate e apenas duas vitórias em 12 jogos.

Restam duas partidas ainda na primeira fase da competição e mesmo duas vitórias não resolvem. Os próximos adversários do alvinegro da Capital são Maracaju, que briga pelas primeiras posições no grupo B, e MS Saad.

A situação do Operário pode piorar ainda, caso seja confirmada a perda de seis pontos pela FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), punição por conta do time ter utilizado um atleta irregularmente no Estadual.

O Galo esteve na zona de rebaixamento na maioria das rodadas disputadas pela competição. Para se ter uma ideia da crise, Marco Antônio, que começou o Estadual atuando pelo time, teve de assumir o cargo de técnico.

Reclamação antiga - Antes mesmo de ter mais concreta a possibilidade de cair para Série B, o presidente do Operário já ameaçava retirar o clube da competição, reclamando de falta de apoio do poder público municipal, empresários e dos políticos locais.

“Nós fazemos do nosso bolso o que podemos. No interior os times têm investimentos da prefeitura. Em Dourados, a cidade que estava um caos, a prefeitura deu R$ 250 mil pro 7 de Setembro. Nós estamos somente com jogadores locais, nosso campeonato não é mais estadual, é nacional. Só tem aventureiros de outros Estados. Se todos os times tivessem somente jogadores locais, nosso time estaria atropelando. O Aquidauanense por exemplo tem a base do time no Palmeiras B”, chegou a declarar o dirigente.

“No ano passado, na série B várias pessoas chegaram dizendo que iam ajudar, mas depois abandonaram, nos largaram cheio de dívidas. Nos últimos anos fizemos um grande trabalho de recuperação da imagem do Operário, com material esportivo, de 2007 para cá, você via os torcedores no estádios sem camisa do clube, porque não existia mais”, afirmou à época.

Entre outras acusações, Tony frisou que o Galo da Capital foi prejudicado pela FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), tendo a maioria dos jogos da primeira fase marcados para o interior.

“A tabela foi direcionada, os primeiros jogos todos foram jogados fora de Campo Grande para prejudicar o Operário, porque na segunda fase todos os times que tem dinheiro se equilibram com jogadores de outros campeonatos estaduais mais fortes”.

Federação pune o Operário, que perde 6 pontos e pode ser rebaixado
A FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) retirou 6 pontos do Operário, acusado de ter utilizado um atleta irregularmente na partida de ont...
Após perder jogo, Operário informa prejuízo financeiro
Com 211 torcedores no estádio Jacques da Luz para assistir o jogo contra a Serc (Sociedade Esportiva e Recreativa Chapadão), o Operário, que perdeu e...
Operário demite técnico para tentar escapar do rebaixamento
O técnico Rudney Lucas, não é mais o técnico do Operário Futebol Clube. Ele foi dispensado ontem (10), após sete derrotas em dez jogos.No seu lugar f...
Operário perde pro lanterna Rio Verde e segue na zona do rebaixamento
Neste sábado (7), o Operário Futebol Clube perdeu de 3 a 2 do lanterna do campeonato, o Rio verde, em jogo disputado em Coxim pela 10ª rodada do Camp...


É da saudade dos velhos tempos de dirigentes como o velho Irineu Farina, Jamil Name entre outros, que tinha competência e dirigia nosso time com o coração, muito diferente desse oportunista que quer só se aparecer. Nosso Galo tem que começar da estaca zero, arrumar um novo presidente que tenha crédito com os empresários, para que possa ressuscitar das cinzas e voltar aquele velho Operário que encarava os grandes do Brasil de igual para igual, e mostrava que o no Morenão o dono do terreiro era o galo. Esperamos que esse Tony tenha consciência e deixe o nosso time para uma pessoa competente dirigir, e colocar o Operário onde merece estar, em um lugar de respeito.
 
Mario César P. dos Santos em 19/05/2011 12:46:08
O Operario é culpado sim por estar onde esta, porém isso não é culpa do atual dirigente.

Falar agora é facil, mas a culpa é dos SAFADOS que dirigirão o clube, nos anos seguintes ao Operario deixar a primeira divisão nacional. Como um time acaba assim, é por causa do atual presidente, que pegou um time falido e sem moral, ou dos caras que tinha um time, e destruiram ele para roubar, desviar dinheiro e tantas outras coisas!!??

Agora culpar a federação é bricadeira.. até porque essa federação é tão mediocre, tão desprezivel, que iria adorar criar uma lambança para fazer noticias e vende-las para os jornais!!

Cezario .... sai meoo, cai fora cara.. vaza .. chega de vc cidadão que só afunda nosso futebolll...

Brasileirão ja iniciando e nosso estadual na primeira faze.. q q isso, vai ter aula com os dirigentes do MT, que logo terão times nas divisões de elite!!
 
João Luís Flores em 19/05/2011 12:36:22
Mais uma vez nosso futebol chega ao fundo do poço, mais uma vez este Senhor vem na imprensa denunciar, falar um monte de abobrinha, denunciar situações nas quais se o Operário estivesse bem no campeonato numa posição de se classificar para a outra fase nada disso teria importância. E muito fácil agora vim a publico e jogar no ventilador, porque se eu morrer vou levar um monte comigo. Chega de ma gestão, chega de pessoas se apoderarem de cargos e não largar o osso. Isso acontece em clubes, associações e federações. Precisamos passar o esporte deste estado a limpo, estes senhores não podem mais MAMAR no poder público com projetos para favorecer este ou aquele. No interior são pequenas empresas, pessoas da comunidade que ajuda e tem pessoas de CREDIBILIDADE administrando as merrecas que entra, na capital são os eternos PRESIDENTES e meia dúzia que mama. Quando acaba o leite acontece isso “vamos jogar no ventilador”.
 
Marco Antonio em 19/05/2011 12:04:48
Não conheço o Sr Toni, parece ser um sujeito bem intencionado, mas só intenção sem competência não se chega a lugar nenhum. Portanto, sugiro que o Toni ajude o Operário Futebol Clube em outra função mais compatível com a sua capacidade.
 
Paulinho Barbosa em 19/05/2011 11:20:18
Sr.Toni licencia o Operário pelo tempo que for necessarios a mudança na Federação e no poder público .
 
marcos araujo em 19/05/2011 10:35:48
Fora tony......muuuuuuuuuuuuita DESCULPAAAA e pouquíssimo Futebol......

O GALO Será pra sempre o meu time de coração.....
 
André Monteiro em 19/05/2011 09:56:26
Assim fica difícil de engolir, né seu Tony? O time perde na bola e vc vem culpar o adversário, o gramado ruim, a tabela direcionada, a corrupção da federação... e seu time "santo" escapa ileso. Só na sua ideia mesmo. O Operário só está quebrado hoje porque nenhum patrocinador acredita no seu trabalho à frente da direção. como diria o capitao nascimento; pede pra sair!!
 
Marcos junqueira em 19/05/2011 09:46:38
QUER DIZER QUE SÓ O COMERCIAL QUE DESCEU SUBIU FOI CAMPEÃO ESTÁ CONSEGUINDO MANTER UM ELENCO ESTÁ RECEBENDO AJUDA NÃO EXISTE CONFIAÇA EM QUEM NÃO TEM PARCEIROS FORTES E TRANSPARÊNCIA NA ADM.
 
Nairton Machado em 19/05/2011 07:04:09
O comando da Federação de Futebol de MS tem que mudar, colocar gente nova, pense como torcedor, imagine uma capital não tem nenhum representante na serie B a altura, devido a falta de projeto para apoiar os clubes, dando apoio financeiro, psicológico e acima de tudo contratar coordenador de marketing para ajudar levantar o nosso futebol, tempo do comerario, saudades...
 
elidio vicente pereira filho em 19/05/2011 05:27:48
O Galo deveria ter subido no CAMPO, espero que esse segundo rebaixamento, seja de reflexão da PESSIMA DIRETORIA que FALA MUITO E NADA FAZ, tem uma marca maravilhosa como a do operário e não sabe usar. Vamos torcer para que as empresas daqui façam maiores investimentos nos times do estado, e vamos torcer para que PESSOAS SERIAS começem a trabalhar na Federação. A imagem do OPERARIO está arranhada e me deixa triste.
 
Davi Galvão de Souza em 19/05/2011 05:02:04
O Operario voltou de onde nunca devia ter saido...
e sim ganhar a segundona jogando...
 
Helian Varela em 19/05/2011 03:29:27
O fato é que a atual diretoria não consegue reverter a situação do Operário, que há muito tempo deixou de ser time profissional e se tornou time de várzea. Como não se vislumbra possibilidade de mudança, o certo seria encerrar as atividades.
Todavia, acho que a federação não deixa isso acontecer, até porque o voto do sr. presidente perde força na CBF.
 
Carlos Eduardo em 19/05/2011 01:54:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions