A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/02/2011 18:52

Seleção brasileira começa 2011 com derrota para a França

Fabiano Arruda

Hernanes foi expulso ainda no 1º tempo e deixou Brasil em dificuldade

Atacante Benzema fez o único gol da partida. (Foto: AFP)Atacante Benzema fez o único gol da partida. (Foto: AFP)

Depois de encerrar 2010 com uma derrota por 1 a 0 para a Argentina, a seleção brasileira começa 2011 com uma derrota pelo mesmo placar contra a França, em partida disputada no Stade de France, em Paris.

O primeiro resultado negativo do ano se deve em boa parte à expulsão do meia Hernanes, aos 39 minutos do primeiro tempo, depois de uma entrada violenta no atacante Benzema.

Com o resultado, o Brasil mantém um tabu de 19 anos sem vencer os franceses. A última vitória ocorreu em 1992. Nesse tempo, a França foi responsável por duas derrotas traumáticas: a perda do título na final da Copa de 1998 e a eliminação nas quartas-de-final do Mundial de 2006.

O técnico Mano Menezes mandou a campo, hoje, boa parte da base nas suas convocações. De novidades mesmo, a volta de Julio Cesar ao gol e a escalação do meia Renato Augusto.

Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas, Elias e Hernanes; Robinho e Alexandre Pato formaram o restante da equipe.

A primeira etapa de jogo teve muita movimentação, mas poucas oportunidades de gol para ambas as equipes.

Na volta do segundo tempo, sem alterações, o Brasil não demorou a sentir a inferioridade numérica. Com um a menos, a França fez 1 a 0 com o atacante Karen Benzema, aos 8 minutos iniciais.

Aos 13 minutos, Mano decidiu colocar Jadson no lugar de Renato Augusto, para ser mais ofensivo.

Mas quem voltou a dar trabalho foi a França, mais uma vez com Benzema. O atacante do Real Madrid driblou e invadiu a área brasileira, batendo cruzado. Júlio Cesar fez boa defesa.

Com a equipe tensa em campo, o técnico Mano Menezes sacou Robinho, aos 24 minutos, para dar vaga ao volante Sandro, na tentativa de diminuir a exposição aos ataques franceses.

Com a saída de Robinho, Julio Cesar assumiu a braçadeira de capitão.

Depois da marca dos 30 minutos, o Brasil até chegou à área francesa, mas não conseguia acertar o passe final, nem arrematar para gol com efetividade.

No final da segunda etapa, Hulk entrou no lugar de Pato e André entrou no lugar de Elias.

Aos 44, Hulk ainda teve boa chance, mas o resultado terminou mesmo em 1 a 0 para a França.

Após o encerramento da partida, em entrevistas, os jogadores brasileiros reclamaram da expulsão de Hernanes e consideram a decisão do juiz "rigorosa" demais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions