A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

06/05/2017 10:18

Centenário, Corumbaense encara pressão da final com rival estreante

Paulo Nonato de Souza
O técnico Bazílio Amaral, do Novo Campo Grande, confiante na conquista do título do Estadual neste domingo (Foto: Arquivo/Divulgação)O técnico Bazílio Amaral, do Novo Campo Grande, confiante na conquista do título do Estadual neste domingo (Foto: Arquivo/Divulgação)

De um lado, o Corumbaense Futebol Clube, fundado em 1914 e com seus 103 anos de história; do outro, o Novo de Campo Grande, fundado em 2010 e apenas 7 anos de vida no futebol. Assim será o confronto da grande final do Campeonato Estadual 2017, neste domingo, às 15 horas, no Estádio Arthur Marinho, em Corumbá.

O Corumbaense busca o seu segundo título da principal divisão do futebol profissional sul-mato-grossense. O time foi campeão em 1984 e sonha voltar ao topo da competição depois de 33 anos. Já o Novo, que nasceu como Novoperário, tenta marcar o início da sua história com a conquista do Estadual pela primeira vez.

Considerando essas diferenças históricas, fica evidente que a pressão neste domingo é toda do Corumbaense. Até mesmo pelo fato de jogar em casa diante de uma torcida motivada pela boa campanha do time, que esgotou os cinco mil ingressos colocados à venda em questão de horas, e ainda contar com a vantagem do empate para ser campeão.

“Claro que sabemos da nossa responsabilidade, queremos fazer história, respeitamos o Corumbaense, mas estamos tranquilos. O elenco está bem à vontade, ambiente natural, sem pressão”, disse o treinador do Novo, Bazílio Amaral, que não enfrenta nenhum problema de contusão ou suspensão no elenco e terá à sua disposição todos os jogadores.

O time campo-grandense chegou na final depois de um início complicado na competição. Chegou a ser ameaçado de rebaixamento e passou para as quartas de final como quarto colocado do Grupo A com 12 pontos em 10 jogos: três vitórias, três empates e quatro derrotas, fez 12 gols e sofreu 15.

Clima de descontração e alegria no embarque da delegação do Novo, neste sábado, às 5h da manhã, para Corumbá (Foto: Novo/Divulgação)Clima de descontração e alegria no embarque da delegação do Novo, neste sábado, às 5h da manhã, para Corumbá (Foto: Novo/Divulgação)

Nas quartas de final, o Novo superou um dos favoritos ao título, o Águia Negra, com vitória de 2 a 0 em Campo Grande, e derrota de 1 a 0 em Rio Brilhante, e na semifinal ganhou do Sete de Setembro em Campo Grande e segurou o empate por 0 a 0 em Dourados.

Já o Corumbaense foi o segundo colocado do Grupo B na primeira fase com 18 pontos. Em 10 jogos, venceu quatro e empatou seis, marcou 19 gols e sofreu 11. Nas quartas de final empatou em 1 a 1 com o União/ABC em Campo Grande e venceu o jogo da volta em Corumbá por 2 a 1.

Neste domingo, o confronto da final entre Corumbaense e Novo Campo Grande terá arbitragem de Thiago Alencar Gonzaga. Ele será auxiliado por Cícero Alessandro de Souza e Daiane Caroline Muniz.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions