A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/06/2014 17:02

Com goleiro mexicano inspirado, Brasil não sai do zero com o México

Helton Verão
Com goleiro mexicano inspirado, Brasil não sai do zero com o México
Ochoa em defesa no chute de Paulinho, ainda no primeiro tempo  (Foto: Getty Images / Fifa)Ochoa em defesa no chute de Paulinho, ainda no primeiro tempo (Foto: Getty Images / Fifa)
Caçado, nem Neymar conseguiu triunfar diante do goleiro Ochoa (Foto: Getty Images / Fifa)Caçado, nem Neymar conseguiu triunfar diante do goleiro Ochoa (Foto: Getty Images / Fifa)
Goleiro Ochoa admitiu ao fim do jogo que fez sua melhor partida da carreira  (Foto: Getty Images / Fifa)Goleiro Ochoa admitiu ao fim do jogo que fez sua melhor partida da carreira (Foto: Getty Images / Fifa)

Em tarde inspirada do goleiro Ochoa, do México, a seleção brasileira não conseguiu sair do zero contra os mexicanos, na tarde desta terça-feira (17), na Arena Castelão, em Fortaleza.

Os brasileiros finalizaram várias vezes, quando os remates foram a meta de Ochoa, terminadas nas mãos do arqueiro.

Agora o Brasil volta a campo na segunda-feira (23), às 16 horas (MS), contra os camaroneses, em Brasília. No mesmo horário o México encara a Croácia, na Arena Pernambuco.

O jogo - Em primeiro tempo truncado e sem muitas finalizações no gol, Brasil e México não saíram do zero, em Fortaleza no Castelão. As equipes iniciaram a partida com muitas faltas e os mexicanos ocupando mais o campo dos brasileiros.

Mas com o passar do tempo o time de “sombreiro” foi se encolhendo em seu campo de defesa, até que Neymar desceu pela esquerda e cruzou para Fred. O atacante apareceu livre no meio e completou para o gol, mas além da bola ir na rede pelo lado de fora, o assistente sinalizou posição de impedimento.

Aos 13 minutos, Neymar sobiu pela esquerda e tocou novamente para Fred. O atacante tenta finalizar de primeira e é travado por Marquez. Em seguida a bola fica com Marcelo, ele tenta o cruzamento duas vezes, a bola bate em Paulinho e sai pela linha de fundo.

O México conseguiu sua melhor chance aos 23 minutos, quando Herrera avançou pela direita e soltou a bomba de fora da área. A bola passa muito perto do travessão de Julio César, que chega a encostar na bola, mas o árbitro marca tiro de meta.

Quase, aos 25 minutos, Daniel Alves cruzou da direita e Neymar cabeceou no meio da área e Ochoa faz grande defesa no canto direito e a bola.

Aos 43 minutos, Neymar cobrou falta na área, Thiago Silva matou no peito e Paulinho e David Luiz foram com sede a finalizar, o volante conseguiu bater primeiro na bola mas o goleiro Ochoa defendeu.

No finzinho, aos 44, Ramires recebeu o único cartão amarelo do jogo após falta dura na ala esquerda da defesa.

O segundo tempo começou parecendo que a seleção brasileira mudaria de atitude, principalmente com a substituição de Bernard com Ramires, logo no início. No primeiro lance de perigo, logo aos dois minutos, Bernard entrou em velocidade pela direita e cruzou, antes de Neymar completar, Moreno conseguiu o corte.

E foi só neste início, pois em seguida só deu México, o Brasil foi colocado na roda, e com muitos chutes a longa distancia assustaram os brasileiros.

Aos 17 minutos a seleção voltou a acordar para o jogo. Após falta cometida e cartão para José Vasquez, Neymar bateu falta bem, mas a bola foi para fora.

Substituição, Fred, apagado mais uma vez, dá lugar a Jô, aos 22 minutos.

Aos 23 minutos, Marcelo faz o cruzamento da esquerda, Neymar domina e chuta de canhota, mas Ochoa faz grande defesa. Na sobra, a bola fica com Daniel Alves que vai ao fundo, cruza, mas a bola bate na zaga mexicana e sai.

O nervosismo toma conta da seleção, a prova é o carrinho violento de Thiago Silva em Chicarito Hernandez, que havia entrado a pouco em campo, a sorte que na cobrança os mexicanos não conseguiram acertar mais do que a barreira.

Aos 38, enfim, Felipão coloca em campo Willian no lugar de Oscar, no primeiro lance, após cruzamento na área, Thiago Silva sobre e testa forte, mas em cima do goleiro Ochoa.

Guardado recebe a bola e chuta bem, a bola passa muito perto, mas direto para fora. Cinco minutos mais tarde, aos 45, Jimenez bateu forte rasteiro e cruzado, mas Júlio César espalmou espantando o perigo.

E terminou assim, Brasil e México, 0 a 0. Agora a seleção canarinho segue na liderança, mas empatado em pontos com os mexicanos, que perdem no saldo de gols. A Croácia pode encostar em ambos caso vença Camarões nesta quarta-feira, às 18 horas (de MS), na Arena da Amazônia.

Ainda hoje, às 18 horas, Rússia e Coréia do Sul duelam na Arena Cuiabá.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions