A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

02/09/2017 20:51

Com susto no fim, Atlético-MG bate Paraná e vai à final para salvar ano

Rafael Ribeiro
Jogadores do Galo festejam com a Massa: chance de redenção em ano esquecível (Foto: Assessoria Atlético-MG)Jogadores do Galo festejam com a Massa: chance de redenção em ano esquecível (Foto: Assessoria Atlético-MG)

O Atlético Mineiro confirmou a sua superioridade em relação ao Paraná e venceu a equipe de Curitiba por 1 a 0, neste sábado, no estádio Independência, em Belo Horizonte, classificando-se para a final da Copa da Primeira Liga, torneio que reúne clubes de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará e da região sul do País. Mas o torcedor atleticano levou um grande susto no minuto final do duelo, quando o rival colocou uma bola no travessão em uma cobrança de falta.

Agora, o clube alvinegro de Minas Gerais aguardará a outra semifinal do torneio para conhecer o seu adversário na decisão, que poderá ser o rival Cruzeiro - o time celeste enfrentará o Londrina, neste domingo, às 11 horas, no estádio do Café, em Londrina (PR).

O Paraná chegou para a partida decisiva diante dos mineiros com problemas extra-campo. Na véspera do confronto, a diretoria do clube demitiu o técnico Lisca e o time foi comandado pelo auxiliar-técnico Matheus Costa.

Alheio à crise do adversário, o Atlético Mineiro começou a todo vapor. O primeiro grande lance do time da casa aconteceu aos 10 minutos, quando o volante Adílson desferiu uma bomba em direção ao gol, obrigando o goleiro Richard - herói na disputa de pênaltis contra o Flamengo nas quartas de final - a fazer ótima defesa. No rebote, Robinho tentou novamente, mas a bola subiu demais.

O Paraná assustou aos 17 minutos, quando o zagueiro Eduardo Brock colocou uma bola na trave de Victor, após cobrança de escanteio. Mas o lance não abalou os atleticanos, que seguiram acuando o Paraná em seu campo de defesa. Valdívia bateu falta com muito perigo, aos 19, fazendo Richard se esticar para desviar a bola para a lateral.

Após tanta pressão, o gol do time da casa saiu aos 28 minutos, em uma jogada trabalhada por Luan e concluída com uma belíssima finalização do volante Elias. O jogador disparou da entrada na área e acertou o ângulo esquerdo de Richard.

O massacre continuou. Robinho, Luan e Fred tiveram oportunidades para ampliar o marcador, mas falharam. O lateral-direito Marcos Rocha seguia levando muito perigo com jogadas pela direita do ataque. O Paraná se defendia e demonstrava nervosismo, com alguns atletas reclamando muito de algumas marcações do árbitro cearense Luiz César de Oliveira Magalhães.

Na segunda etapa, o panorama do jogo não mudou. A partida prosseguiu com muita intensidade e o Atlético Mineiro buscando o gol. Mas o time desperdiçou muitas chances. Uma delas com Fred (que já havia perdido um gol na primeira etapa), aos 26 minutos, que recebeu passe de Valdívia, dominou na frente do goleiro paranaense, mas errou a conclusão.

Fred deixou o gramado aos 30 minutos debaixo de muitas vaias de parte da torcida atleticana. Outros preferiram apoiar o atacante, que completou seis jogos sem marcar gols. Por outro lado, Robinho recebeu aplausos e teve o nome gritado pelos torcedores quando deixou gramado, aos 36.

O Atlético Mineiro passou a controlar o tempo. Mas ainda teve tempo de perder mais uma grande oportunidade de fazer o segundo gol. Aos 45 minutos, Rafael Moura recebeu passe de calcanhar de Clayton, mas chutou nas mãos de Richard.

Já o Paraná esteve muito perto de empatar a partida em uma cobrança de falta do atacante João Pedro, que carimbou o travessão de Victor. No rebote, o goleiro atleticano brilhou ao defender o rebote. Foi um susto e tanto para os torcedores alvinegros, que logo em seguida comemoraram o apito final do árbitro.

Na final da competição, marcada para o dia 8 de outubro, em jogo único, o Atlético Mineiro será visitante devido à campanha que fez na fase de grupos - inferior à de Cruzeiro e Londrina. O empate levará a decisão da Copa da Primeira Liga para as cobranças de pênaltis.

Kits para 2º Corrida do Policial Civil serão entregues entre sexta e sábado
Participantes da 2ª Corrida do Policial Civil poderão retirar seus kits atleta na Central de Vendas da HVM Incorporações entre sexta-feira (22) e sáb...
CBF tem dificuldade com árbitro de vídeo e pode adiar adoção na próxima rodada
  A CBF está encontrando dificuldades técnicas para a implantação do Árbitro de Vídeo. O sistema tem algum nível de complexidade e a Comissão de Arbi...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions