A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/10/2009 21:25

Depois de perder na Bolívia, seleção desembarca em MS

Redação

A Seleção Brasileira de Futebol desembarcou por volta das 22 horas no Aeroporto Internacional de Campo Grande, ao som de muitos gritos e do conhecido hino: "Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor".

O coral de vozes foi bonito e contagiou os jogadores, em especial o goleiro Julio Cesar e o atacante Adriano, que responderam com "thauzinho" a recepção.

Machucado no primeiro tempo de jogo contra a Bolívia, nesta tarde, Adriano passou pelo corredor mancando.

Com um sinal positivo, o técnico Dunga rapidamente se dirigiu até o ônibus e junto com os jogadores seguiu ao Hotel Bahamas.

Tia do lateral esquerdo André Santos, Márcia Gimenez, 42 anos, não poupou a tietagem e figurava entre os vários torcedores presentes no aeroporto para recepcionar a Seleção.

Ela disse que falou hoje com o sobrinho via celular e que para amanhã já está marcado um churrasco entre o jogador e a família, que também compareceu em peso ao local.

Entre o povo na movimentação acalorada do saguão do aeroporto, tinha gente até da Bahia. O vendedor Junior Batista Oderixi, 26 anos, está na Capital desde quarta-feira (7) com a esposa. Eles vieram de Salvador especialmente para assistir o jogo do dia 14, garante ele.

"No último jogo que teve lá eu não pude ir e agora, como é o último jogo válido pelas eliminatórias da Copa, decidi vir. Comprei os ingressos pela internet", explicou Oderixi, que considera os jogadores Miranda e Julio Baptista os melhores da Seleção.

Torcida - Com três filhos pequenos e o marido, a professora Andréia Pinheiro, 37 anos, também decidiu marcar presença no aeroporto. Ela e a família moram em Três Lagoas e vieram para Campo Grande passar o feriado. "Não vou ao jogo, mas meu pai vai. Então aproveitei para ver a Seleção hoje", assegurou

Seu filho Henrique Luiz Patrício de Lima, 10 anos, torce para o Flamengo e São Paulo e é apaixonado por futebol. Ele gosta de todos os jogadores e fez questão de acompanhar os pais e os irmãos ao local.

Entre os torcedores, o coronel Amaury Alcântara, também conhecido como "Zagalo" chamou a atenção e animou os momentos que antecederam a chegada do time. O apelido foi conferido a ele quando a Seleção Sub-20 esteve na Capital há dois anos. "Tenho que mandar pintar o cabelo para ficar diferente", referindo-se à semelhança com o ex-técnico do Brasil.

A segurança no aeroporto foi feita por 60 policiais militares e a escolta até o hotel Bahamas foi garantida por 20 policiais da Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito).

Ao menos 400 pessoas se espremeram para ver passar os craques e toda a delegação da Seleção brasileira desembarcar no aeroporto. Muitas crianças no local comprovaram que futebol não e esporte só de gente grande.

Jogo - O jogo entre Brasil e Venezuela acontecerá na próxima quarta-feira (14), no estádio Morenão, a partir das 18h.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions