A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/11/2012 13:28

Desgaste de pneus deixa pilotos do Gran Turismo em alerta

Fabiano Arruda e Luciana Brazil
Asfalto abrasivo e sujeira na pista são fatores apontados por pilotos como problema na hora da prova. (Fotos: Minamar Júnior)rAsfalto abrasivo e sujeira na pista são fatores apontados por pilotos como problema na hora da prova. (Fotos: Minamar Júnior)r

Asfalto abrasivo, sujeira na pista, poeira e alta temperatura. As características do traçado do Autódromo de Campo Grande já deixam os pilotos do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, que chega a sexta etapa na Capital neste fim de semana, em alerta.

A principal consequência é o desgaste de pneus. Os competidores e as equipes já sabem que a troca merece atenção redobrada na Capital.

Chefe de equipe, o ex-piloto José David, 53 anos, afirma que o traçado de Campo Grande faz soltar muitos pedriscos e há consumo excessivo de pneus. A troca, que não é comum nas categorias, torna-se fundamental por aqui.

Ele conta que, desde a semana passada, era possível notar que a pista estava muito ruim. Segundo David, a substituição dos pneus na Capital é obrigatória, prevista até no regulamento da prova. “No autódromo do Rio de Janeiro é o mesmo problema”, comparou, acrescentando que a pista de Interlagos (SP) é a melhor do País.

O piloto João Campos, de 57 anos, define que o maior problema do circuito campo-grandense é a falta de aderência. “Aqui é muito calor e também há frio, o que causa choque térmico na pista”, explicou, para ilustrar que um dos resultados desta combinação é que a pista fica semelhante às condições provocadas pela chuva.

O filho dele, Márcio Campos, de 26 anos, destaca que o preparo físico do piloto tem que estar em dia, pois a temperatura dentro do carro pode passar dos 50 graus. "Já enfrentei 57°C", recorda.

"Campo Grande é uma pista muito suja e abrasiva, por isso precisamos ver como o carro vai se comportar nestas condições. Já obtive bons resultados lá na Stock, então espero que seja um bom fim de semana", analisou, por sua vez, Allam Khodair, piloto da Stock Car, que corre com uma Lamborghini LP600+ na competição.

Condições – Diante das críticas, o presidente da Fundesporte (Fundação de Desporte e Lazer de Mato Grosso do Sul), Flávio Brito, lembra que o autódromo é responsabilidade da Prefeitura de Campo Grande, no entanto, destaca a importância de a cidade receber eventos deste porte, que receberam incentivo do Estado. Segundo ele, a fundação destinou R$ 50 mil em apoio ao evento.

Já o presidente da FAMS (Federação de Automobilismo de Mato Grosso do Sul), Valdemir Terra, lembra que outras provas foram canceladas no autódromo da Capital neste ano como a Stock Car e Fórmula Truck.

Marcio fala sobre a importância do condicionamento físico. Marcio fala sobre a importância do condicionamento físico.

Evento - A 6ª etapa da temporada do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo iniciou com os treinos livres nesta sexta-feira. Amanhã (17) ocorrem os treinos classificatórios e as primeiras provas. No domingo, a corrida do Mercedes-Benz Grand Challenge tem início previsto para as 11h01, enquanto a Elf SuperBike começa às 12h07. A largada do Brasileiro de Grand Turismo está programada para as 13h31.

A competição tem três categorias: a principal (GT3/GTP/GT4), a Elf SuperBike, competição de motos esportivas, e a Mercedez-Benz Grand Challenge.

Pilotos da Stock Car serão destaques, como Cacá Bueno, que ocupa a segunda posição no ranking e Allam Khodair, que é o quarto. A liderança é da parceria Duda Rosa/Cleber Faria com 134 pontos.

Na categoria principal, “carrões” com Mercedes-Benz SLS, BMW Z4 e Lamborghini LP600+, são as atrações.

O campeonato reúne mais de 50 pilotos em Campo Grande e 18 equipes. O público que quiser assistir as corridas paga R$ 20 na arquibancada (R$ 10 meia-entrada). A credencial custa R$ 35 (com acesso aos boxes) e a área vip, com direito a open bar, R$ 180. Os bilhetes são vendidos no site Ingresso Fácil (www.ingressofacil.com.br) e na bilheteria do autódromo a partir de amanhã.

Pilotos durante treino livre na manhã de hoje. Pilotos durante treino livre na manhã de hoje.


É pessoal,esse povo que esta na federação FAMS e na fundesporte não conheçe nada de automobilismo só querem ganhar dinheiro e aproveitar da situação,a STOCK CAR e TRUCK não vieram para cá,com medo que a prefeitura e governo teriam que entregar a pista para o VERDADEIRO PROPRIETÁRIO O SR.ORLANDO MOURA e assim teriam que pagar para ter o evento,essa gente ai não aruma a pista, porque não quer por na RETA o DELES e cambada sem futuro viu,vamos MOURA estamos com voçê e que pena que poucas pessoas sabem que o VERDADEIRO DONO DO AUTÓDROMO é voçê mas vamos juntos até o fim.
 
carlos sperafico em 17/11/2012 11:21:23
Estive ontem no autódromo e conversando com pilotos e chefes de equipes, observei que a decepção deles pelo descaso do poder público com o autódromo de CG é evidente.

Lamenta-se...um investimento relativamente baixo quando comparado a grande visibilidade que daria para MS...
 
Sandro Cardoso em 17/11/2012 06:38:08
esperamos do novo prefeito que olhe com mais atenção para nosso autodromo!
 
samuel vosni em 16/11/2012 15:37:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions