A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

10/02/2017 14:46

Desgaste e falta de tempo para treinar preocupam Sete para jogo em Brasília

Paulo Nonato de Souza
Lateral Diogo Bahia é uma das esperanças do Sete de Setembro para seguir adiante da Copa Verde (Foto: Sete/Divulgação)Lateral Diogo Bahia é uma das esperanças do Sete de Setembro para seguir adiante da Copa Verde (Foto: Sete/Divulgação)

Passada a euforia pela classificação para a segunda fase da Copa do Brasil com a vitória de 1 a 0 diante do River do Piauí, na quarta-feira, o Sete de Setembro, de Dourados, vive a preocupação com a condição física do time para o jogo decisivo deste sábado pela Copa Verde 2017, contra o Ceilândia, às 16 horas (MS), no Estádio Maria Abadia, em Ceilândia, no Distrito Federal.

Além do pouco tempo de recuperação entre um jogo e outro, o Sete de Setembro ainda tem o desgaste da viagem desde Dourados até Brasília. E como se isso não bastasse, o técnico Mauro Marino não conseguiu realizar nenhum treino nesse curto intervalo.

O time jogou na quarta-feira à noite e viajou para Brasília na madrugada de quinta-feira para sexta-feira. “Sem tempo para fazer nenhuma movimentação, vamos ter apenas repouso e jogo”, lamentou Mauro Marino.

Neste sábado, o Sete faz a partida de volta contra o Ceilândia pela fase de classificação da Copa Verde. Quem passar irá enfrentar o Luverdense (MT) na fase de grupos.

No jogo de ida, realizado no Estádio Douradão, houve empate por 1 a 1. Isso significa que o Sete precisa vencer a partida de amanhã ou pelo menos empatar por dois ou mais gols. Empate em 0 a 0 classifica o Ceilândia e outro 1 a 1 leva a disputa para os pênaltis.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions