A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

03/04/2017 11:47

Ex-estrelas de Operário e Comercial comandarão escola pública de futebol

Paulo Nonato de Souza e Yarima Mecchi
Treinador Gilmar Calonga, ex-meia atacante do Operário e Comercial, será um dos professores do projeto de escola pública de futebol da prefeitura (Foto: Marcos Ermínio)Treinador Gilmar Calonga, ex-meia atacante do Operário e Comercial, será um dos professores do projeto de escola pública de futebol da prefeitura (Foto: Marcos Ermínio)

Com Gilmar Calonga, Paulo Rezende e Robson Carvalho, três ex-jogadores do Operário e do Comercial, entre os coordenadores contratados, a Prefeitura de Campo Grande lançou nesta segunda-feira, 3, o projeto escola pública de futebol que pretende reunir até mil crianças e adolescentes de 10 a 14 anos de idade em núcleos masculinos e femininos em oito parques e praças da cidade.

“Penso que o principal objetivo do projeto é a inclusão social e a formação do cidadão e da cidadã, e vou cobrar muito sobre isso. Vou dizer para a molecada que não é só jogar bola, é estudar, respeitar as pessoas e encarar a vida com responsabilidade”, disse Gilmar Calonga.

Ele jogou futebol dos 16 aos 39 anos, foi campeão estadual pelo Operário em 1988 e 1989, defendeu o Comercial em 2002 e 2003, e encerrou a carreira em 2008 jogando pelo Misto de Três Lagoas, e assim como Paulo Rezende, seu contemporâneo e ex-companheiro de Operário e Comercial nas décadas de 1980 e 1990, Gilmar Calonga disse que acredita no sucesso da iniciativa da prefeitura.

“É sempre importante dar oportunidade para todos. Nem todo mundo tem condição de fazer parte das escolinhas pagas, e esse projeto de escolinha pública de futebol é gratuito e estará aberto para todo mundo com direitos iguais”, comentou.

O lançamento do projeto foi um evento prestigiado por ex-jogadores. Os irmãos Cocada, ex-lateral-direito, e Dito, ex-zagueiro, revelados no Operário Futebol Clube, também marcaram presença. “A ideia da escolinha de futebol pública é fantástica, porque dará oportunidade para o surgimento de valores para o nosso futebol e será importante também como oportunidade de trabalho para ex-jogadores”, ressaltou Cocada, que na década de 1980 jogou também no Flamengo e no Vasco da Gama.

As escolinhas de futebol vão funcionar nos parques e praças de esportes sob responsabilidade da prefeitura: Parque Sóter, na Mata do Jacinto; Parque Ayrton Senna, no Aero Rancho; Parque Jacques da Luz, nas Moreninhas; Parque Tarsila do Amaral, no Nova Lima; Praça de Esportes Elias Gadia, no Taveirópolis, Praça de Esportes Belmar Fidalgo, no Centro; Ginásio Guanandizão, no bairro Guanandi, e Centro Olímpico Rui Jorge da Cunha, na Vila Nasser.

Com atividades fora dos horários de aulas das crianças, serão formados núcleos de quatro turmas de 25 alunos cada, duas no periodo matutino e duas no vespertino, todas às terças e quintas-feiras das 8h às 10h e das 15h às 17h no Parque Ayrton Senna, Parque Jacques da Luz, Parque Tarsila do Amaral, Parque Sóter, Praça Elias Gadia, Praça Belmar Fidalgo, Centro Olímpico Ruy Jorge da Cunha e Ginásio Guanandizão.

“Vamos programar nossas atividades no contraturno das escolas regulares, e assim nenhuma criança precisará matar aula para jogar futebol”, disse o diretor-presidente da Funcesp (Fundação Municipal de Esportes), Rodrigo Terra.

Pela programação divulgada nesta segunda-feira, Gilmar Calonga vai atuar na Praça de Esportes Elias Gadia, Paulo Rezende no Guanandizão e Robson Carvalho no Parque Ayrton Senna. Além dos três ex-jogadores, o projeto ainda conta com Bruno Nobrega, Ernani Tomaz da Silva, Geraldo Mitsuo Harada, Rafael Vicente Edson Pereira, Romilda Campo, Rudney Correia e Wagner da Silva Carvalho.

Serviço - As inscrições serão abertas já nesta segunda-feira a partir das 14h nos parques e praças relacionados para receber o projeto. É necessário apresentar o comprovante de matrícula no ensino regular dos jovens.

Robson Carvalho e Paulo Rezende, com a camisa do projeto; o ex-lateral Cocada, o prefeito Marquinhos Trad e o ex-zagueiro Dito no lançamento do projeto nesta segunda-feira (Foto: Marcos Ermínio) Robson Carvalho e Paulo Rezende, com a camisa do projeto; o ex-lateral Cocada, o prefeito Marquinhos Trad e o ex-zagueiro Dito no lançamento do projeto nesta segunda-feira (Foto: Marcos Ermínio)
Patrocinador não faz repasse e Operário atrasa salários de atletas
Sem receber os repasses da firma de consultoria empresarial Company MS, patrocinadora máster, o Operário vem enfrentando problemas financeiros, resul...
Times de Nova Andradina e Anastácio decidem título Estadual de futebol sub-17
O campeão Estadual da categoria sub-17 de futebol será conhecido neste domingo (23). O Cena, de Nova Andradina, recebe no estádio Andradão o Seduc, d...


Excelente iniciativa. Parabéns aos envolvidos no projeto.
 
Gil em 03/04/2017 15:09:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions