A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

16/09/2017 19:21

Hipismo comemora etapa do estadual no Parque das Nações Indígenas

Paulo Nonato de Souza
O cavaleiro Murilo Serratini, de Campo Grande, na disputa do Estadual de Hipismo neste sábado no Parque das Nações Indígenas (Foto: Wagner Guimarães)O cavaleiro Murilo Serratini, de Campo Grande, na disputa do Estadual de Hipismo neste sábado no Parque das Nações Indígenas (Foto: Wagner Guimarães)

O vôlei de praia e o hipismo com suas arenas distantes menos de 50 metros uma da outra, são as atrações esportivas deste final de semana no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande.

Feliz com o local da disputa, o diretor técnico da FSMH (Federação Sul-Mato-grossense de Hipismo), Franco da Rocha, disse que o grande destaque da quarta etapa do Campeonato Estadual de Hipismo não será nenhum cavaleiro ou amazonas, mas o Parque das Nações Indígenas.

“Tirar o hipismo dos ambientes de hípicas, clubes fechados em que cavaleiros e amazonas normalmente são sócios e fazer com que o esporte fique mais próximo da população em geral. A ideia é tirar do hipismo o estigma de esporte elitizado, quando na verdade é social, é terapêutico, e a prova disso é a equoterapia (método que utiliza cavalos dentro de uma abordagem multidisciplinar interdisciplinar para o desenvolvimento de pessoas com necessidades especiais)”, comentou ele.

Com provas ao longo de todo o dia de hoje, a competição prossegue neste domingo, 17, com atividades em 10 categorias. São 80 cavaleiros e 50 amazonas de Campo Grande, Dourados, Amambai, Ponta Porã e Bela Vista, e ainda tem a disputa da oitava Paralimpíada do Centro de Equoterapia da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul com 30 cavaleiros e amazonas, principal atração da programação.

Todos os competidores que disputaram as provas deste sábado voltam para as provas de amanhã. “A soma dos resultados nos dois dias indicará os campeões de cada categoria”, disse Franco da Rocha.

 

Belo salto da amazona Amanda Maiane, de Ponta Porã; neste domingo ela volta a competir em busca do título da etapa no Parque das Nações Indígenas (Foto: Wagner Guimarães)  Belo salto da amazona Amanda Maiane, de Ponta Porã; neste domingo ela volta a competir em busca do título da etapa no Parque das Nações Indígenas (Foto: Wagner Guimarães)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions