A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/08/2015 17:18

Laudo de engenheiro diz que marquise do Morenão está em perfeitas condições

Paulo Nonato de Souza
Setor de arquibancada cobertura pela marquise no Estádio Morenão. Uma limpeza geral também será essencial (Foto: Marcos Ermínio)Setor de arquibancada cobertura pela marquise no Estádio Morenão. Uma limpeza geral também será essencial (Foto: Marcos Ermínio)

No que depender do parecer do engenheiro Carlos Liberato Portugal, que coordenou a vistoria no setor de marquise do Estádio Morenão, dia 22 de julho, a principal praça esportiva de Mato Grosso do Sul, que está interditada pelo Ministério Público Estadual desde setembro de 2014, não oferece nenhum risco à segurança dos torcedores.

“Como a marquise tem sua sustentação principal nas vigas em balanço, engatadas nos pórticos, e as mesmas estão em perfeitas condições, podemos considerar que trabalham como projetadas. A estrutura da marquise está em perfeitas condições, funcionando rigorosamente, não apresentando nenhum indício de obsolescência, quer física ou funcional”, diz o laudo assinado pelo engenheiro Carlos Liberato Portugal e divulgado esta tarde pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS).

O estádio, que está completando 44 anos de história, inaugurado em 1971, foi interditado pelo MPE sob a justificativa de que oferece risco à segurança dos torcedores. “Fui o engenheiro executor dos reparos na marquise em 1972, por ocasião de ruptura de uma laje. Na ocasião o projeto foi totalmente verificado e a edificação vistoriada e testada”, disse o engenheiro.

Sobre a vistoria realizada em julho, Carlos Portugal ressalta que a análise da face inferior da marquise mostrou que a impermeabilização está funcionando a contento. “Não observamos vestígios de infiltração significativos, e não encontramos vestígio de oxidação nas armaduras da marquise e pilares que a sustentam”, garante.

A vistoria envolveu não apenas a parte de engenharia do estádio. Uma equipe do Corpo de Bombeiros também foi verificar as condições de segurança, como instalação de hidrantes, lampadas de emergência, abastecimento de água e extintores de incêndio. Segundo a FFMS, contratante da vistoria, o próximo passo será o encaminhamento dos laudos para o MPE, que decidirá sobre a liberação ou não do estádio para voltar a receber eventos.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions