A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

26/12/2008 20:22

Ministério do Esporte prevê mudanças na Timemania

Redação

Mudanças na lei que criou a loteria Timemania estão sendo estudadas pelo governo federal após um primeiro ano considerado 'decepcionante' pelo Ministério do Esporte. Dados divulgados esta semana pelo ministro Orlando Silva expressam uma arrecadação de R$ 140 milhões em 2008, muito abaixo dos R$ 520 milhões inicialmente previstos pela CEF (Caixa Econômica Federal).

A Timemania foi criada como forma de ajudar clubes de futebol endividados, sendo que sua arrecadação é destinada ao saneamento principalmente de débitos com a Receita Federal. No Estado de Mato Grosso do Sul, o clube Operário participa desse benefício.

Dois problemas centrais, como informa o site Mercosul News, são identificados pelo Ministério e pela Caixa. O primeiro é o custo do boleto, de R$ 2, o dobro dos de outras loterias. Além disso, houve erro de marketing. O foco na identificação do torcedor com o clube não surtiu efeito.

A prorrogação de transição de um ano para abatimento de dívidas dos clubes é estudada pelo governo. Pela regra que vence em março, as parcelas mensais não podem passar de R$ 50 mil, mesmo para equipes bastante endividadas como o Flamengo, que teria de pagar R$ 800 mil ao mês.

Mais um ano de prazo está sendo pedido pelos clubes junto ao Ministério da Fazenda. Com isso, o limite das parcelas poderá ter aumento, mas nada ainda é certo. Para que o prazo seja estendido, uma nova lei deve ser votada no Congresso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions