A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/07/2015 10:30

Movimento por mudança no comando do futebol de MS será lançado hoje à tarde

Paulo Nonato de Souza

Movimento batizado de “Mutirão Pró Futebol”, contra o que chama de continuísmo na administração da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), será lançado nesta quarta-feira, às 15 horas, no auditório da Associação dos Municípios (Assomasul), em Campo Grande.

Encabeçado pelo jornalista e radialista Arthur Mário Medeiros Ramalho e pelo ex-zagueiro do Operário, Palmeiras e Porto de Portugal, Amarildo Carvalho, o movimento pretende mobilizar desportistas, empresários e autoridades da política e do judiciário por mudança no comando do futebol em Mato Grosso do Sul. O atual presidente, Francisco Cezário de Oliveira, está no poder ininterrupto desde 1998, mas antes disso já cumpria mandato “tampão”, e no último mês de abril tomou posse para mais um mandato até 2019. Segundo os organizadores, o movimento é uma espécie de "Fora Cezário".

“O que queremos é um futebol forte e administrado de forma transparente em Mato Grosso do Sul”, disse Arthur Mário, que na década de 1990 foi presidente do Comercial de Campo Grande e chegou a tentar ser candidato à presidente da FFMS, mas não conseguiu viabilizar sua candidatura. “Tentei disputar a eleição de 1998, mas fui impedido pelas armações estatutárias do Cezário. Ele muda o estatuto conforme o interesse e faz isso para evitar oposição. Se você supera um obstáculo ele cria outro para não ter opositor”, ressaltou.

O ex-zagueiro Amarildo Carvalho é outro que tentou ser candidato à presidência da Federação na eleição de 2014, mas também alega que foi forçado a desistir porque o estatuto da FFMS foi alterado e passou a exigir que somente dirigente de clube poderia encabeçar candidatura. “Nunca fui dirigente de clube. Apenas fui jogador”, ressaltou.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions