A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

25/04/2017 14:42

Por 3 votos a 1, STF decide mandar goleiro Bruno de volta para a prisão

Goleiro foi condenado pela morte da modelo sul-mato-grossense Eliza Samudio

Paulo Nonato de Souza
O goleiro Bruno terá de voltar à prisão para cumprir sua pena em regime fechado (Foto: Arquivo/Divulgação)O goleiro Bruno terá de voltar à prisão para cumprir sua pena em regime fechado (Foto: Arquivo/Divulgação)

O goleiro Bruno terá de voltar para a prisão. Por 3 votos a 1, essa foi a decisão dos ministros da Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), nesta terça-feira, 25. Eles derrubaram uma decisão de fevereiro do ministro Marco Aurélio Mello que havia concedido liberdade ao jogador.

Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses em 8 de março de 2013 pelo assassinato e ocultação de cadáver da modelo sul-mato-grossense Eliza Samudio, e também pelo sequestro e cárcere privado do filho com a vítima.

Em 24 de fevereiro deste ano, o ministro do STF, Marco Aurélio Mello, concedeu liberdade ao jogador, preso desde 2010. A decisão de Mello dava a Bruno o direito de recorrer da pena em liberdade.

No dia 10 de março, ele foi anunciado pelo Boa Esporte, equipe mineira da cidade de Varginha, como reforço para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. O jogador acertou contrato de dois anos.

Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions