A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

05/06/2014 18:29

Pugilista que apelou ao boxe para perder peso está na final do Brasileiro

Helton Verão
De azul, Gustavo não gostou do seu desempenho e mesmo assim garantiu vaga na final  (Foto: Marcos Ermínio)De azul, Gustavo não gostou do seu desempenho e mesmo assim garantiu vaga na final (Foto: Marcos Ermínio)
Com jabs, ganchos e cruzados ele pode agora se sagrar campeão no juvenil (Foto: Marcos Ermínio)Com jabs, ganchos e cruzados ele pode agora se sagrar campeão no juvenil (Foto: Marcos Ermínio)
Gustavo e seu técnico, Nilson  (Foto: Marcos Ermínio)Gustavo e seu técnico, Nilson (Foto: Marcos Ermínio)

O boxeador campo-grandense Gustavo Salvaterra, 17 anos, garantiu vaga na final do Campeonato Brasileiro Juvenil (17-18 anos) de Boxe, categoria +91 kg, ao vencer o sergipano Nick dos Santos Silva na tarde de hoje (5). O jovem pugilista da Capital, pode repetir seu feito no ano passado na categoria cadete (15-16 anos), quando foi campeão.

Sempre tomando a iniciativa e também se aproveitando dos erros do adversário, Salvaterra com fortes jabs, ganchos e diretos, conseguiu a vitória após três rounds de forma unanime na concepção dos juízes. “Acho que não lutei muito bem, mas no fim deu tudo certo. Apesar de toda dificuldade que temos para lutar, não termos a ajuda de ninguém, vamos buscar a medalha de ouro”, respondeu ao fim da luta.

O mais curioso, que esse jovem talento, surgiu por acaso. No início da adolescência, a obesidade fez Gustavo conhecer o boxe. “Pesava 120 kg, tentei o boxe para emagrecer, além de perder muito peso descobri que podia ser um lutador”, conta Salvaterra que treina há quatro anos na modalidade.

Morador da Vila Popular, região oeste da Capital, ele treina junto com mais 26 meninos e meninas na garagem de seu técnico, Nilson Carlos Ferreira, 42 anos, que não ganha um centavo para treiná-los. “Meu maior sonho é recompensar meu técnico. Devo tudo a ele”, revela Gustavo.

O jovem revela não ter nenhum ídolo na modalidade, apenas lutar por ter se apaixonado por ela. “Por ter descoberto por acaso, acabei não tendo ídolos no boxe”, comenta.

A grande final acontece no sábado, o adversário será conhecido nesta sexta-feira (6), a partir das 15 horas.

Outro pugilista, Gabriel Nascimento da categoria light 60kg foi o primeiro do Estado a garantir vaga na semifinal. Ele venceu o paulista Jorge Willian no primeiro dia do torneio e garantiu passaporte para a semifinal ao vencer, por wo, o carioca Wanderson Oliveira. A luta acontece nesta sexta-feira (6).

Além do masculino juvenil, as disputas acontecem no Feminino e no Feminino Elite. Ainda hoje, na outras duas pugilistas entram no ringue. A primeira Emília Reis, na categoria 81kg, contra Lorena Carneiro, do Sergipe. Em seguida na +82kg, Jéssica Gabriela, recebe Fernanda Sampaio Vieira, do Distrito Federal.

As disputas acontecem no ginásio do Sesc Camilo Boni, sempre a partir das 15 horas, com entrada franca.

A competição reuniu 220 atletas de 23 estados e do Distrito Federal. De acordo com o presidente da Federação de Boxe de Mato Grosso do Sul, Marcelo Nunes, o boxe do estado esta entre os melhores do país, inclusive na arbitragem pois no último campeonato Centro Oeste tivemos dois árbitros daqui do estado eleitos entre os melhores da competição.

A realização da disputa é da Confederação Brasileira de Boxe e Federação de Boxe de Mato Grosso do Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions