A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/12/2017 12:01

Reforma do Belmar começa em um mês com conclusão no prazo de 210 dias

Obras serão executadas por duas empresas privadas com investimento de R$ 250 mil

Paulo Nonato de Souza e Kleber Clajus
O prefeito Marquinhos Trad com o diretor da Funesp, Rodrigo Terra, e representantes das duas empresas na assinatura do convênio nesta quinta-feira (Foto: Kleber Clajus)O prefeito Marquinhos Trad com o diretor da Funesp, Rodrigo Terra, e representantes das duas empresas na assinatura do convênio nesta quinta-feira (Foto: Kleber Clajus)

O diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte e Lazer), Rodrigo Terra, disse nesta quinta-feira (7) que a execução das obras de reforma da praça esportiva Belmar Fidalgo, no centro de Campo Grande, pela construtora Plaenge e a instituição financeira Sicredi, não significa que a área pública esteja sendo privatizada. As duas empresas terão até 30 dias para iniciar as obras com isolamentos pontuais para não prejudicar as atividades físicas dos frequentadores, e deverão concluir todas as obras de reforma no prazo de 210 dias.

“Não é privatização de área pública. O que temos é uma parceria, gestão compartilhada, onde o parceiro privado irá colaborar com a melhoria da infraestrutura do Belmar Fidalgo”, declarou Rodrigo Terra, durante o ato de assinatura do convênio entre a Prefeitura de Campo Grande, Plaenge Empreendimentos Ltda e Banco Sicredi no gabinete do prefeito Marquinhos Trad. “A prefeitura vai economizar em média R$ 120 mil reais em dois anos, e esse recurso será destinado para oficinas esportivas e aquisição de materiais”, ressaltou Terra.

A Praça de Esportes Belmar Fidalgo, no centro de Campo Grande (Foto: Arquivo)A Praça de Esportes Belmar Fidalgo, no centro de Campo Grande (Foto: Arquivo)

Pelo convênio, as empresas vão investir R$ 250 mil na reforma de banheiros, parque infantil, academia da terceira idade, pintura, revitalização da quadra de areia, incluindo substituição de chuveiros, e deverão auxiliar na manutenção dos equipamentos da praça esportiva. Em troca, Plaenge e Sicredi poderão utilizar o espaço para realizar ações sociais e ambientais.

“Sempre venho ao Belmar para caminhadas com amigos, e vamos fazer a reforma como se fosse uma obra nossa, buscando segurança e qualidade de vida”, disse o gerente regional da Plaenge, Luiz Octávio Pinho.

O diretor-executivo do Sicredi, Luis Guilherme Salles, lembrou que a participação na reforma do Belmar não será a primeira ação compartilhada do banco na revitalização de espaços públicos em Campo Grande. “É a nossa terceira participação. Primeiro foi a recuperação do Tuiuiú, na frente do aeroporto, depois a melhoria das condições da piscina do Parque Tarcília do Amaral”, destacou ele.

Segundo o prefeito Marquinhos Trad, o acordo de parceria saiu depois de 11 meses de negociação com as empresas, graças ao Propam (Programa de Parceria Municipal).

“Ninguém governa sozinho ou é dono da cidade, e essas parcerias são fundamentais. Na gestão anterior havia a preferencia por empurrar sujeira para debaixo do tapete para responsabilizar quem viesse depois, e na área do esporte e lazer recebemos nove parques fechados”, declarou Marquinhos, referindo-se aos seus antecessores na prefeitura.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions