A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/05/2017 17:38

Vestido como piloto, Cafu acelera forte na pista e diz que moto é só diversão

Paulo Nonato de Souza
Cafu, de macacão branco, correu junto com os pilotos que disputam o Campeonato Estadual de Motociclismo. Foram oito voltas na pista do autódromo (Foto: André Bittar)Cafu, de macacão branco, correu junto com os pilotos que disputam o Campeonato Estadual de Motociclismo. Foram oito voltas na pista do autódromo (Foto: André Bittar)

No lugar do gramado de 105 metros de comprimento e 68 metros de largura pelos padrões Fifa, uma pista asfaltada de 3.433 metros de extensão. Em Campo Grande para participar da 11ª edição do Jogo do Bem, evento promovido pela Fundação Cafu em parceria com a prefeitura, neste sábado, às 10 horas, no Estádio Jacques da Luz, no bairro Moreninhas, o ex-lateral-direito Cafu, de 42 anos, teve uma tarde diferente nesta sexta-feira, 19, no autódromo municipal.

Durante cerca de meia hora ele tirou onda de motociclista. Devidamente equipado com capacete, macacão, joelheiras, cotoveleiras, botas de borracha e luvas, bem ao estilo Robocop, Cafu pilotou uma moto BMW S1000 RR junto com os pilotos que treinavam na pista para a 2ª e 3ª etapas do Campeonato Estadual de Motociclismo 2017, previstas para acontecer neste sábado e domingo. Foram oito voltas, mas só nas três primeiras Cafu conseguiu segurar a onda e se manteve no pelotão de frente.

“A adrenalina é muito diferente. Como jogador eu estava acostumado a correr numa faixa reta do campo, mas aqui tem as curvas, e a concentração tem que ser em nível muito elevado o tempo todo porque do contrario você vai cair com certeza”, disse o ex-jogador, cercado logo que deixou a pista pelos repórteres e também por dezenas de fãs ansiosos por fotos ao seu lado.

O ex-jogador Cafu todo paramentado ao estilo Robocop ao lado da BMW S1000 RR (Foto: André Bittar)O ex-jogador Cafu todo paramentado ao estilo Robocop ao lado da BMW S1000 RR (Foto: André Bittar)

Cafu afirmou que anda de moto desde que tinha 15 anos de idade, e já teve vários modelos, desde 250cc, quando ainda não era jogador de futebol e não tinha condição financeira para comprar motos mais potentes, às supermaquinas que guarda com carinho na garagem da sua casa no Jardim Irene, em São Paulo.

“Moto para mim é uma paixão. Infelizmente quando eu era jogador tinha clausulas no meu contrato que me impediam de correr de moto, mas agora que estou aposentado dos gramados eu posso. Tenho em minha casa uma BMW S1000 RR, mesmo modelo da moto que treinei aqui hoje”, ressaltou.

O ex-jogador contou que chegou ao motociclismo em 2011 pelas mãos de um ídolo do esporte de duas rodas, o também paulista Alex Barros, principal estrela da história da modalidade no Brasil. Segundo ele, o convite do piloto para fazer um curso na sua escolinha de pilotagem soou como desafiou e aceitou de primeira.

“Um convite do Alex Barros não tinha como não aceitar, ainda mais porque sempre gostei de moto. Fiz aulas de pilotagem com o Alex e com o Leandro Mello, um piloto igualmente experiente, e também campeão de motovelocidade. Tive excelentes professores”, comentou.

Na carreira de jogador, o pentacampeão mundial Cafu fez história como único a jogar três finais de Copa do Mundo (1994/1998/2002), mas avisa que o motociclismo é só por lazer e diversão. Tanto que só pela imprensa ele ficou sabendo que havia dado oito voltas na pista do Autódromo de Campo Grande.

“Vou para a pista e não me preocupo com tempo das voltas nem quantidade de voltas. Só penso em correr, mas só por diversão. Um dos meus filhos, o Danilo, queria correr profissionalmente e não concordei. Falei: Pode parar com isso. Por diversão tudo bem, profissionalmente não”, disse Cafu.

Cafu disse que sempre teve paixão por moto, mas o motociclismo é só por diversão (Foto: André Bittar)Cafu disse que sempre teve paixão por moto, mas o motociclismo é só por diversão (Foto: André Bittar)

Jogo do Bem – Será o duelo entre os Amigos do Cafu contra os Amigos de Campo Grande. No time do jogador Cafu devem participar os ex-jogadores Denilson, ex-São Paulo e Palmeiras, Amaral, ex-Palmeiras e Vasco, Marcos Assunção, ex-Palmeiras, Sérgio, ex-goleiro do Palmeira, Paulo Sérgio, ex-atacante do Corinthians e do Bayern de Munique, Fabiano, ex-São Paulo; Fábio Baiano, ex-Flamengo, Xuxa do UFC e o rapper Dexter.

O ingresso é um quilo de alimento não perecível para assistir ao jogo na arquibancada, ou R$ 50 se preferir cadeira dentro do campo. Segundo a Funesp, o alimento arrecadado será doado às famílias carentes de Campo Grande, por meio do FAC (Fundo de Apoio à Comunidade). Serão disponibilizadas cinco mil ingressos no total.

Feijoada do Bem - Além do jogo, o evento terá ainda uma feijoada no Âncora Hotel, localizado na Avenida Gury Marques, 8371, bairro Jardim Santa Felicidade, com a presença de todos os jogadores. A Feijoada do Bem será realizada a partir das 12h30. O ingresso, incluindo bebida, está sendo vendido a R$ 150,00. Para compra do convite ligue (67) 99998-2929.

PROGRAMAÇÃO DESTE SÁBADO:

7h30 – 1º Jogo preliminar: Grêmio Santo Antônio x Fraternidade Despertar
8h30 – 2º Jogo preliminar (feminino): Comercial x União Moreninhas
10 horas – Jogo do Bem: Amigos do Cafu x Amigos de Campo Grande
12h30 – Feijoada do Bem



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions