A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/08/2013 10:04

Volta do Operário reacende polêmica sobre utilização do estádio Morenão

Helton Verão
Para a UFMS Morenão não correu riscos de não receber jogos da Série B (Foto: Arquivo CG News)Para a UFMS Morenão não correu riscos de não receber jogos da Série B (Foto: Arquivo CG News)

Faltando uma semana para o início da segundona do Campeonato Estadual de Futebol, a polêmica sobre a utilização do Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão. Só foi o Operário, tão tradicional quanto o maior estádio universitário do País conseguir acertar seu vínculo para atuar no local, que começaram as polêmicas sobre a utilização do espaço.

Em várias entrevistas, o presidente do Operário Futebol Clube, Toni Vieira, alertou que não teria vida fácil. Ele acusa da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) de fazer jogo duro para o Galo não atuar na Capital. Coincidência ou não, a polêmica sobre os laudos do Morenão, só começou  após o Galo acertar as dívidas com a UFMS e garantir o direito de atuar no estádio.

Nos últimos dias foi colocado em dúvida o uso Morenão, para a disputa do Campeonato. De acordo com as declarações das últimas semanas dos dirigentes da FFMS, o estádio não tinha um documento expedido pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). A UFMS contesta.

Segundo o responsável pela realização de eventos no Morenão, Jair Sartorelo, não existe nenhum empecilho para utilizar o estádio até novembro, (a série B já terá acabado) e quando vence o laudo que é renovado anualmente. “Não existe pendência nenhuma, não sei porque se falou tanto que não poderia usar o estádio para a competição. Todos os documentos estão em dia até 27 de novembro”, garante Sartorelo.

De acordo com o coordenador do local, os laudos são renovados anualmente com aprovação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e a Engenharia.

Jair garante o Morenão para receber dois jogos por fim de semana e que todos os clubes da Capital que estão na disputa do Estadual da segunda divisão (Operário, MS Saad, Campo Grande, Portuguesa e Guaicurus) não possuem pendência com a UFMS. “Todos estão ok para jogar aqui. O Guaicurus vai jogar no Olho do Furação por opção deles. Mas quando quiserem mandar seus jogos no Morenão terão o aval”, explica Jair.

Para atuar no Morenão é cobrado dos clubes o aluguel de R$ 1,1 mil. As demais providências são responsabilidades dos clubes e não existe nenhuma participação nos ganhos por parte da UFMS, garante Sartorelo. O valor deve ser acertado até 24 horas depois da realização do jogo.

O Campo Grande News há dias tenta contato com presidente Francisco Cezário e o vice, Marco Antonio Tavares, mas nenhuma ligação é atendida ou retornada.

Chegando a hora - O Campeonato Sul-Mato-Grossense da Série B começa no próximo dia 17. A estreia do Galo seria contra o Sidrolândia, mas a equipe do interior desistiu da competição. O Nova Andradina também desistiu, a estreia da equipe estava marcada para o mesmo dia 17, contra o Guaicurus, no Morenão,

A FFMS diz que irá apenas excluir da tabela as partidas dos clubes desistentes. Completam a primeira rodada Ubiratan e União no Douradão. No domingo (18) Coxim e Costa Rica no André Borges; Camapuã e Portuguesa no Carecão; e Campo Grande e MS Saad no Morenão.

Os times estão divididos em três chaves com quatro equipes. As duas melhores de cada se classificam e se dividem por mais dois grupos:1ºA, 2ºB e 1ºC e no outro: 1ºB, 2ºA e 2ºC. Eles jogam entre si, em jogos de ida e volta (turno e returno), classificando-se para a próxima fase a melhor equipe de cada um, definindo assim os finalistas.



O o campeão voltou o campeão voltou o campeão voltou ......
Vai, Galo!!!!
 
Wagner dos Santos em 12/08/2013 09:14:03
Essa FFMS é uma brincadeira.

Vamos voltar Operário. Tenho certeza que a torcida irá encher o morenão e empurrar o galo rumo a Série A MS.
 
Taynã do Nascimento Gonçalves em 12/08/2013 03:58:53
O campeão está voltando, se subir e se bem administrado, 2014 poderá ser o ano da retomada rumo a cenário nacional. Com os jogos transmitido na TV aumenta as chances de arranjar um excelente patrocínio pois possui a marca de maior prestigio e visibilidade do futebol estadual.

O futebol sul-mato-grossense ainda depende de seu mais imponente clube o Operário FC, o único respeitado nacionalmente.
 
Diego Barbosa em 11/08/2013 13:50:01
Vai pra cima deles Galôôô.... Sr. Tony, manda os jogos no sábado a tarde, 16 ou 17 horas, assim a tv morena não perde audiência nos jogos de domingo, dai a ffMS larga um pouco do pé. Quero ver ano que vem, quantos jogos do Operário eles vão mostrar!!! Jogo 10 da manhã não vira, o estádio não tem muita sombra para levar as crianças e o jogadores "morrem" no 2º tempo
 
Clodoaldo Rocha em 09/08/2013 20:54:32
Os dirigentes cuidam da FFMS como se fosse o quintal da casa deles. Só se pronunciam quando é conveniente. Eles querem tomar o Operário para viabilizar a profissionalização e transferência de jogadores de base, negociatas que garantem uma boa grana, principalmente quando se tem por trás um time de tradição como o Galo.
Parabéns ao jornalista que expôs mais uma falcatrua desta turma. Eu já tive o desprazer de receber na redação deste site, quando ainda era jornalista, uma "comitiva" do Cezário que nitidamente queria me constranger e amedrontar. Não caia nessa, colega. Continue mostrando a verdade.
 
Marcio Breda em 09/08/2013 10:55:41
Operário F.C. melhor time de todos os tempo de MS/MT, é triste ver o time assim, mas sou operariano até morrer...viva o GALO!
 
Fernando leite peralta em 09/08/2013 10:32:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions