A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


25/09/2015 06:00

1º secretário da Assembleia em rota de colisão com secretário

Edivaldo Bitencourt

Rota de colisão - A relação do deputado estadual Zé Teixeira (DEM) com o secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula, não é das melhores. O clima anda tenso ao ponto do parlamentar ter tido uma conversa dura com o governador Reinaldo Azambuja. Nada, no entanto, que ponha em perigo os laços que unem Azambuja e Teixeira.

No limite - Tido como rigoroso na gestão pública, Zé Teixeira anda desanimado com a administração da Assembleia Legislativa. Reclama da herança, das resistências para fazer mudanças na casa e, em conversas reservadas, chega a admitir que pode renunciar ao cargo de primeiro-secretário. O descontentamento chegou ao governador Reinaldo Azambuja.

Reprovados - Se a avaliação dos jornalistas que cobrem o Congresso Nacional tiver influencia no voto, a bancada de Mato Grosso do Sul terá sérias dificuldades para se reeleger. Dos 11 parlamentares do Estado, apenas um, Delcidio do Amaral (PT), e assim mesmo em 13º lugar entre os senadores, está na lista dos melhores.

Vai entender – O prefeito Alcides Bernal (PP) ressaltou, ontem, que não é candidato à reeleição em 2016. No entanto, no mesmo discurso, na abertura da Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres, afirmou que não tem medo de cara feia e pode enfrentar outra eleição contra quem quer que seja.

Esperança – Bernal ainda não desistiu de contar com o PT no primeiro escalão. Ele vem negociando com os petistas para assumir algumas secretarias. Nos bastidores, quem participa da negociação, garante que haverá surpresas.

Cotadas – Bernal não deve mais terminar com as secretarias municipais da Mulher e da Juventude, que foram criadas por ele em 2013. As duas pastas podem ser ocupadas por petistas. O PT ainda pode assumir outras secretarias, como Educação, Obras e Assistência Social, ocupadas por interinos.

ForçaGilmar Olarte quase conseguiu tirar o comando regional do PP das mãos de Alcides Bernal. Fora do poder, ele quase conseguiu a façanha de ver o desafeto afastado do cargo de presidente regional da sigla. Na viagem a Brasília, Bernal abortou a manobra, que visava colocar Elizeu Dionizio na chefia da sigla no Estado.

Recusa – Após postar e apagar o convite para assumir a Secretaria da Mulher no Facebook, a ex-vereadora Tereza Name desistiu da empreitada. Ela desiste pela segunda vez, nos últimos 12 meses, da oportunidade de retornar à politica após 12 anos.

Rondas – Após a manifestação dos estudantes, a Polícia Militar passou a realizar rondas e acabou com os arrastões na Escola Estadual José Barbosa Rodrigues, no Bairro Universitário. Os estudantes estão agradecidos pela repercussão do protesto.

Nos bastidores – O Rede, partido criada pela ex-senadora Marina Silva, faz mistério sobre a estratégia em Mato Grosso do Sul. A sigla virou a esperança de quem precisa de mudar de nomenclatura sem correr o risco de perder o mandato.

(colaboraram Antonio Marques e Paulo Yafusso)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions