A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Julho de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


04/12/2017 06:00

A aposta do PMDB em André para 2018

Marta Ferreira

Confiança a mil - Nove entre cada 10 peemedebistas na convenção do partido no sábado (2) consideraram que a pré-candidatura de André Puccinelli ao governo do Estado é fato consumado. Não por acaso, a maioria dos discursos teve pedidos para o italiano disputar o Executivo pela terceira vez.

Exceção - Durante as falas, aliás, o deputado estadual Eduardo Rocha chamou a atenção. Em um aceno para o colega de partido recém-filiado Waldeli dos Santos Santos, prefeito de Costa Rica, afirmou que este e Puccinelli são “O” plano do PMDB para as eleições.

8 ou 80 - Waldeli disse que segue a orientação do partido em relação a Puccinelli. E vai a campo para ajudar na campanha, se preciso. Só não lhe peçam para renunciar à Prefeitura de Costa Rica para disputar algum outro cargo. Segundo ele, a chance de isso acontecer é zero.

É com o professor - Carlos Marun mantém o discurso em relação à provável nomeação à Secretaria de Governo da Presidência da República. Sua chegada à Esplanada dos Ministérios, voltou a dizer, depende só da avaliação do presidente Michel Temer sobre onde o aliado poderá ter mais valor.

Saindo do galho – A nomeação pode sair antes do dia 9, data em que Antônio Imbassahy deve atender a apelos do PSDB, prestes a romper politicamente com o Governo Temer, e deixar a pasta –para a qual foi uma escolha pessoal de Temer. O cenário, porém, ficou ligeiramente nebuloso.

Ausente – Apesar de continuar cotado para chefiar a interlocução política do governo Temer, Marun disse à coluna que não participaria do jantar que o presidente marcou com deputados ontem à noite. O peemedebista afirmou que estava em Mato Grosso do Sul.

Passadinha- O prefeito Marquinhos Trad (PSD) e o ex-prefeito Nelsinho Trad (PTB) não se demoraram no evento do PMDB na Capital. Chegaram pouco depois do início dos discursos oficiais, mas, vale anotar, subiram ao palanque e cumprimentaram o novo presidente regional –deixando o local antes do discurso de Puccinelli.

Contando - Em tempo: PSD e PTB, assim como seus dois principais expoentes estaduais, estiveram entre os partidos nominados por Puccinelli como importantes no cenário estadual, e obviamente estão na mira para uma aliança em 2018.

É obrigação– Marquinhos Trad fez a conta durante evento cheio de servidores: disse que em 12 meses foram pagos 15 salários ao funcionalismo público. Na sequência, afirmou, que "pagar em dia não deve ser discursos de gestor".

Explicadinho - "Pagamos o salário de dezembro e o 13º salários que estavam atrasados e vamos pagar o 13º deste ano”, elencou o prefeito. Como tem sido frequente, Marquinhos afirmou foram adotadas medidas contra o cenário de crise. Caso contrário, defende, servidores “passariam fome e deixariam de cumprir obrigações do orçamento familiar”.

(Com Humberto Marques e Anahi Gurgel)

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions