ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 27º

Jogo Aberto

A noiva do segundo turno

Por Marta Ferreira | 08/10/2012 06:10

Cortejado

De coadjuvante do PMDB nas eleições anteriores para prefeitura de Campo Grande, o PSDB agora é a “noiva” a ser cortejada para o segundo turno, com os 113 mil votos conquistados para Reinaldo Azambuja.

Pacto

Alcides Bernal garante que terá os tucanos ao seu lado, mas o PMDB de Edson Giroto também afirma que vai procurar Azambuja. Ele, por sua vez, preferiu a reclusão neste domingo.

Bem na foto

O candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Reinaldo Azambuja, o vereador Athayde Nery (PPS), comentou  ontem o quadro das eleições comentando que o resultado do primeiro turno mostra força do partido e indica que, daqui para frente, os tucanos terão peso em qualquer disputa.

Números questionados

Entre os tucanos, não faltou reclamação contra as pesquisas ontem. Uma leitura comum é de que, elas não tivessem subvalorizado a votação de Reinaldo Azambuja, o resultado poderia ter sido diferente.

Ditado

“Uma mentira repetida muitas vezes vira verdade”. Com essa máxima, Athayde Nery resumiu o que, para ele, impediu uma votação maior para Reinaldo Azambuja.

Capitalizado 1

Observadores do processo eleitoral e do cenário para 2014 apontam que o tucano, com esse resultado, valoriza-se para as próximas eleições, com potencial, até, para uma candidatura ao Senado.

Capitalizado 2

Para o senador Delcídio do Amaral, o resultado do segundo turno pode dizer muito para 2014. Se seu candidato, Alcides Bernal, vencer, ele terá um reduto importantíssimo nas mãos de um aliado.

Por outro lado

Na primeira eleição com segundo turno desde a histórica disputa entre Zeca do PT e André Puccinelli, em 1996, o PT perdeu feio sua condição de principal opositor do PMDB.  Naquele ano, o partido perdeu a disputa por apenas 411 votos.

Três vezes menos

Dessa vez, a votação do deputado federal Vander Loubet, com 21 mil votos, não chegou a um terço do resultado alcançado por Pedo Teruel, em 2008, quando o PT teve 93,7 mil votos.

Família

Em meio à expectativa de um dia de eleição, o governador André Puccinelli (PMDB) teve presença de espírito ontem durante a votação, para brincar com seu candidato, Edson Giroto, afirmando que ele está exercendo a função de “pai-avô”, por ter uma filha de 4 anos. O deputado federal tem 53 anos.