A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


26/10/2011 07:00

Banda podre

Jogo Aberto

Raiz do problema

O governador André Puccinelli está cada vez atento aos assuntos financeiros, econômicos, tributários e fiscais, preocupado com a saúde financeira do Estado a médio e longo prazos. Ontem propôs destinação dos juros da dívida ao SUS (Sistema Único de Saúde).

André já palpitou pelo fim das vinculações das receitas da União, defendeu a conversão de parte da dívida em programas de infra-estrutura, apoiou o relatório de Ibsen Pinheiro na polêmica dos royalties, considera razoável o novo texto da partilha do pré-sal e passou a articular e fortalecer o movimento pela revisão dos fundos de participação (FPE e FPM), indexadores das receitas futuras do petróleo.

Alta periculosidade

O fato de coronel da PM ser obrigado a andar com guarda costas para se proteger de bandidos dentro da própria corporação indica que o poderio da quadrilha que está sendo desmantelada hoje chegou ao limite da tolerância do Estado.

Incorporado

O deputado federal Edson Giroto comunicou ontem, oficialmente, à Mesa da Câmara, seu ingresso no PMDB. Será o 82º deputado da bancada do PMDB. Giroto, que já era da base governista, ganha agora mais trânsito como integrante da segunda maior bancada na Câmara. Hoje o PT detém a bancada majoritária, com 85 deputados.

Radiografia

Audiência pública hoje na Assembleia Legislativa, em cumprimento à LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), vai mostrar o retrato da contabilidade pública no âmbito dos três poderes nos meses de maio, junho, julho e agosto. O principal ponto de indignação é com o dinheiro que sai para o pagamento da dívida fundada do Estado.

Segundo o governador André Puccinelli, MS desembolsou R$ 630 milhões no ano passado. Como a dívida cresce em proporção geométrica, o Estado terá outro rombo de mais de meio bilhão até o fechamento do exercício.

Pressa e promessa

Pré-candidato a prefeito e com um pacote de emendas prevendo recursos para Dourados emperradas pelo contingenciamento do governo, o deputado Geraldo Resende (PMDB-MS) faz marcação cerrada na Esplanada dos Ministérios.

Ele começou a semana na porta do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, para cobrar R$ 6,6 milhões destinados a obras de drenagem de águas pluviais e pavimentação asfáltica de diversos bairros da cidade.

Audiência

As pendências do governo com Dourados estão na pauta de audiência marcada para hoje com a ministra Ideli Salvatti e o coordenador da bancada federal, Geraldo Resende, que será escoltado pelo senador Antonio Russo (PR) e o prefeito de Dourados, Murilo Zauith. Uma emenda de bancada, de R$ 12 milhões, também está travada.

Juizado Especial

O presidente da OAB-MS, Leonardo Duarte, confirmou a implantação de Juizado Especial Federal em Dourados ainda este ano, após reunião em São Paulo com o presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região – Roberto Haddad. Na reunião Duarte reivindicou a criação de mais Juizados Especiais Federais nas comarcas de Campo Grande e Dourados.

Entre as solicitações de ampliar o atendimento da justiça Federal em Mato Grosso do Sul restam ainda a instalação de mais uma Vara da Justiça Federal em Jardim e Câmaras Regionais destinadas a julgamentos de Processos do Estado.

Expectativa

É grande a expectativa em relação à audiência pública na Câmara da Capital que vai discutir o atendimento na Santa Casa de Campo Grande e apurar as denúncias de tratamento diferenciado entre conveniados e pacientes do SUS, além do questionamento sobre o fechamento do setor psiquiátrico.

Acordando

Depois de uma hibernação de quase 10 meses, em que pesem os temores sobre a retração dos investimentos, o antigo conselho de desenvolvimento industrial do Estado faz hoje a sua primeira reunião do ano para analisar pedidos de incentivos fiscais para 11 projetos de implantação e quatro de ampliação de unidades industriais.

Os projetos preveem investimentos de R$ 95 milhões em Campo Grande, Nova Andradina, Terenos, Ponta Porã, Coxim e Aparecida do Taboado nos setores de indústria química, confecção têxtil, embalagens plásticas e concreto.

Estranheza

Requerimento do deputado Paulo Duarte (PT),solicita à Coordenadoria Geral de Meio Ambiente do DNIT informações sobre a contratação de biólogos e técnicos do Instituto Tecnológico de Transporte e Infraestrutura da Universidade Federal do Paraná para organizar e monitorar os programas ambientais na BR-262, que vai se transformar em rodovia ecológica.

"Por que o DNIT não contratou profissionais da Universidade Federal de Mato Grosso Sul? O DNIT simplesmente ignorou os pesquisadores do Estado, que são profissionais que podem, sem dúvida nenhuma, executar o monitoramento do projeto?", questionou Duarte.

Cury já se programa para votar taxa do lixo
Preparado- Embora a situação ainda esteja, estranhamente, indefinida, o ex-vereador Eduardo Cury (SD) já conta como certa sua participação na votação...
O julgamento de Lula e a ameaça que sai de MS
Medo - Faltando pouco mais de 10 dias para o polêmico julgamento do ex-presidente Lula, um morador de Mato Grosso do Sul está sendo citado para justi...
Dono de hospital diz não a convite do Podemos
Tô fora – Cortejado por diversos partidos para disputar as eleições de 2018, inclusive sendo apontado como potencial candidato ao governo de Mato Gro...
Volta às aulas corre risco de novo adiamento
Mais uma vez - De férias, o presidente da Assomasul, Pedro Caravina (PSDB), já recebeu pedido de prefeitos para adiar o início do ano letivo na rede ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions