A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


30/11/2016 06:00

Bernal desconversa sobre data para pagar 13º de servidores

Waldemar Gonçalves

E o salário? – O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), ainda não sabe que dia pagará o 13º salário dos servidores municipais. Foi perguntado várias vezes a respeito ontem, em agenda pública, mas não respondeu.

Almoço e janta – Depois, em discurso, falou sobre o assunto. Novamente, sem dar uma data. Falou apenas que “Campo Grande está vendendo o almoço para comprar a janta”.

Números e limites – A folha do funcionalismo municipal de Campo Grande custa em torno de R$ 100 milhões. Se o 13º for pago parcelado, metade deve ser pago até hoje.

Tragédia – O acidente de avião que vitimou quase o elenco inteiro do time de futebol Chapecoense, além de 21 jornalistas, repercutiu na Câmara Municipal de Campo Grande. Os vereadores fizeram um minuto de silêncio e aprovaram moção de pesar a ser encaminhada para o clube catarinense, a federação de futebol do estado e os veículos de imprensa que perderam profissionais.

Prorrogou – Com prazo para entrega do relatório final encerrado ontem (29), o vereador Eduardo Romero (Rede), relator da Lei Orçamentária Anual de 2017, solicitou prorrogação para encerrar o trabalho até o dia 15 de dezembro. Os motivos são a análise de emendas dos parlamentares e acordos com a equipe de transição do prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD).

IPTU – Os vereadores se mostraram preocupados em relação ao que a Prefeitura fará com o dinheiro do pagamento antecipado do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) 2017. A suspeita é de que a verba seja utilizada para pagar dívidas pendentes no fim do governo. A manobra é considerada antecipação de receita do próximo ano, o que é ilegal em ano de mudanças no Executivo.

Trocaram as bolas – Erro da Prefeitura de Campo Grande ao encaminhar resultado final de sindicância da Funesp (Fundação Municipal de Esporte) no lugar da conclusão da investigação administrativa a respeito do sumiço de doses da vacina contra a gripe na Capital foi motivo de piada durante a apresentação do relatório da CPI das Vacinas, ontem. “Trocaram doses por bolas de handball”, comentou o relator, vereador Livio Leite (PSDB), provocando risos em colegas e na plateia.

Olhe isso, Marquinhos – Além de ser encaminhado para órgãos fiscalizadores, o relatório da CPI da Vacinas chegará às mãos da equipe de transição do prefeito eleito, Marquinhos Trad (PSD). “Nosso objetivo não era fazer uma caça às bruxas, mas ficou claro que faltou gestão. Queremos que esse erro não se repita”, afirmou o vereador Chiquinho Telles (PSD), um dos integrantes da comissão.

Sumiço na Previdência – O deputado estadual Carlos Alberto David, o Coronel David (PSC), usou a tribuna da Assembleia Legislativa, ontem, primeiro para cobrar providências dos órgãos de controle, em relação ao sumiço de R$ 100 milhões do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência). Depois, continuou com fortes críticas a Alcides Bernal, dizendo que a população não deveria ter votado por "vingança" em 2012, já que o resultado gerou o caos na situação da Capital.

Olhe isso também, Marquinhos – David ainda definiu o prefeito como "incompetente". Disse que a equipe de Bernal não teve coragem de apontar os erros do gestor. Também pediu que o sucessor, Marquinhos Trad, fique alerta sobre as "contas maquiadas", que serão apresentadas neste fim de ano.

(com Leonardo Rocha, Ricardo Campos Jr., Richelieu de Carlo, Anahi Zurutuza e Mayara Bueno)

Marquinhos pode enfrentar 1º protesto
Deu B.O - No próximo sábado, o prefeito Maquinhos Trad (PSD) deve enfrentar o primeiro protesto desde que virou prefeito de Campo Grande. Grupo está ...
Câmara oficializa verba extra de R$ 16,8 mil a vereadores
Verba indenizatória – Cada um dos 29 vereadores terá direito a R$ 16,8 mil em verbas indenizatórias. Pelas regras estipuladas pela Câmara Municipal, ...
Até que enfim um policial que não concorda com o 'Coreia'
'Policiofobia' – O parlamentar mato-grossense José Medeiros (PSD) utilizou o Senado para criticar a cultura de “policiofobia” que, segundo ele, exist...
Se a prefeitura fosse uma empresa, já estaria falida
Crítico – A situação financeira da Prefeitura de Campo Grande está tão crítica que, mesmo com a necessidade de corte de gastos, se fosse aberto um pr...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions