A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/08/2013 07:00

Bernal ignora mortes e caos na saúde

Edivaldo Bitencourt

Sem líder – O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), ficou sem líder após a cassação do mandato de vereadora de Thaís Helena (PT). Substituto da parlamentar, Marcos Alex, o Alex do PT, sumiu do legislativo após a sentença da juíza eleitoral Elisabeth Rosa Baish. Ele é suplente e passou a maior parte da semana sem condições legais para fazer a defesa do progressista.

Alívio – Na última hora de ontem, o Tribunal Regional Eleitoral suspendeu a sentença da magistrada que cassou os mandatos de Delei Pinheiro (PSD), Thaís e Paulo Pedra (PDT). A liminar, com certeza, deu mais ânimo para a festa na feijoada deste sábado.

Cover – O presidente da CPI do Calote, Paulo Siufi, não perdeu a oportunidade de cutucar o petista. Como Alex do PT sempre pergunta aos depoentes se houve pagamento de propina ou comissão para firmar contrato com o município, o peemedebista bancou o “cover” do petista e fez as perguntas feitas no encerramento das oitivas.

Calote no papel – Paulo Siufi achou exagero do procurador-geral do Município, Luiz Carlos Santini, ter economizado papel para enviar um ofício à CPI do Calote. Conforme o vereador, o ofício estava impresso na frente e no verso. “Será que houve calote no papel”, afirmou.

Sucesso!! – A cantora Natália Cabrera ainda não elevou o cachê, mas já vem fazendo muito sucesso após aparecer no Programa do Ratinho. Ela será convidada para aparecer no Programa O Povo na TV, da afiliada do SBT. O céu é o limite para a jovem após a polêmica envolvendo o prefeito, que foi a São Pauol e compareceu ao boteco do Ratinho, no SBT.

Saneamento – O MPE instaurou inquérito para investigar quais as áreas sem acesso à rede de abastecimento de água e coleta de esgoto em Campo Grande. O caso é conduzido pela promotora Andréia Cristina Peres da Silva.

Dia D – Na segunda-feira, o Ministério da Justiça apresenta o relatório com a proposta para solucionar o conflito entre índios e produtores rurais em Mato Grosso do Sul. A medida, que poderia ser um alívio, está deixando muita gente de orelha em pé, do índio envolvido na disputa ao governador André Puccinelli (PMDB). A proposta pode jogar gasolina no explosivo conflito no Estado.

Pressão – Produtores rurais e índios já se organizam para pressionar a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), em baixa nas pesquisas, para fechar um acordo rápido. No entanto, como os ânimos continuam acirrados, não vai ser fácil encontrar uma solução para o conflito no Estado.

Absurdo - O prefeito da Capital apelou ontem para responsabilizar os antecessores sobre a crise na saúde. Bernal afirmou que tem gente esperando uma consulta há 10 anos. O pior de tudo é que o pobre cidadão ainda não conseguiu ser atendido, segundo o próprio. Aliás, Bernal ignora o caos no setor, que já causou a morte de duas pessoas por falta de vaga nos hospitais. 

Epidemia - Bernal não fecha os olhos apenas para o caos na rede hospitalar, da qual é responsável. Ele só falou da dengue, que teve o número de casos reduzidos com a chegada do frio e da estiagem. Sobre a gripe, que já matou quatro pessoas na Capital nenhuma palavra, nem para alertar o cidadão sobre os cuidados nesta época do ano. São 225 casos notificados, segundo a Secretaria de Saúde, número que deve superar a pandemia de 2009.

(colaboraram Jéssica Benitez e Lidiane Kober)

 

Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


Calote no papel não, economia de material público disponibilizado, mas o Sr Siufi vem de uma geração acostumada a desperdiçar o dinheiro público.
 
Maria Silva em 04/08/2013 17:25:33
Atribuir somente ao Bernal a culpa pelo caos na saúde de Campo Grande, depois de 20 (vinte) anos de administração do PMDB (e com médicos como prefeito) é ato de má-fé e calúnia.
Ele não é santo, tem suas culpas, mas tem muito mais gente envolvida!
Não existem inocentes nesse caso (como se viu no Hospital do Câncer e em relação a demissão da Secretária de Saúde do Estado).
O que existe é quem tem dinheiro para bancar a imprensa e jogar a culpa no outro lado!
Simples assim ... tapar o sol com a peneira ... jogar o lixo para debaixo do tapete e confiar de que um mentira contada diversas vezes seja aceita como verdade...
Cabe às pessoas de bem esperar pelas eleições e confiar de que o eleitor tenha acordado para essa imundície que domina a política em nosso Estado!
 
Paulo Porto em 03/08/2013 16:01:20
eu votei no bernal mas a saude esta um verdadeiro lixo sem condicoes isso e caso de policia federal ja
 
luiz antonio balbueno em 03/08/2013 12:53:47
De liminar em liminar... e assim caminha Campo Grande.
 
FRANK MARQUES em 03/08/2013 12:07:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions