ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Bernal insinua que vice não é bom evangélico

Por Edivaldo Bitencourt | 28/12/2013 07:00

Alfinetada – O prefeito Alcides Bernal (PP) aproveitou a tradicional entrevista da manhã no rádio para alfinetar o vice-prefeito e desafeto, Gilmar Olarte. “Quero agradecer aos verdadeiros e bons mensageiros da palavra de Deus, os verdadeiros”, disse. Olarte é pastor e fundador da igreja Assembleia de Deus Nova Aliança.

Lealdade – Nas críticas ao vice-prefeito, que pode assumir o comando da prefeitura em eventual cassação do titular, Bernal disse que há os evangélicos que “falam, cumprem e servem de exemplo de amor ao próximo, de solidariedade, lealdade e que buscam um dia-a-dia melhor para todos”.

Interesse – Para o prefeito, os vereadores da Capital foram eleitos para defender o interesse da administração municipal, não da sociedade. “Esse tem que ser o objetivo, não outro de cassar o prefeito e querer impedir que ele trabalhe, fazer desgaste e ganhar no tapetão”, reforçou.

Estranho – Principal desafeto de Bernal e presidente da CPI do Calote, Paulo Siufi (PMDB) deixou muita gente desconfiada com a ausência na sessão para votar a cassação do prefeito. Ele até ligou para justificar a falta, alegando que estava com a família em São Paulo. No entanto, o gesto já serviu para Bernal incluí-lo entre os novos aliados.

Só em 2014 – A decisão da Justiça de suspender a sessão da Câmara Municipal praticamente mantém Bernal por um ano na prefeitura da Capital. Os principais caciques na Câmara Municipal garantem que o processo de cassação só será retomado após o dia 7 de janeiro, quando acaba o recesso do Poder Judiciário.

Sistema fora do ar – Os erros de datas e nas informações sobre o deferimento ou indeferimento de liminar não foram os únicos problemas no Tribunal de Justiça. Na quinta-feira, a assessoria jurídica da Câmara Municipal não conseguiu ingressar com recurso no sistema eletrônico do Poder Judiciário.

Nem desembargadora - Segundo o presidente da Câmara, Mario Cesar Oliveira (PMDB) nem a desembargadora Tânia Garcia, que foi contra a decisão de João Batista da Costa Marques, conseguiu inserir o despacho no sistema do TJMS. Em entrevista coletiva, o dirigente classificou a dificuldade como “estranha”.

Atraso – Mario Cesar também reclamou do atraso na notificação sobre a primeira liminar que suspendeu a sessão de julgamento de Alcides Bernal. Ele disse que o despacho ocorreu às 7h30, mas a notificação só aconteceu às 9h20.

Posse – A posse dos novos indicados para cargos na Prefeitura da Capital vai acontecer na segunda-feira. Jean Saliba assume o comando da Agetran, Lillian Maksoud Gonçalves o Instituto Municipal de Previdência e Dirceu de Oliveira Peters para a Emha. Eles assumem às 10h.

Música – A vereadora licenciada e secretária municipal de Assistência Social, Thaís Helena, fez a dança a vitória de Bernal, após a sessão da Câmara Municipal na quinta-feira. Ela cantou e danço u a música “acabouuuu”.

(colaboraram Kleber Clajus e Lidiane Kober)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário